quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Poema de um Louco

Era meia-noite e o Sol brilhava no horizonte
Um negro careca penteava sua linda cabeleira loira com um pente sem dentes
Pertinho dali, a 100 mil milhas de distância
Enquanto um cego analfabeto lia um jornal
Sem letras, de ponta cabeça

Um surdo-mudo sentado em pé em uma pedra de madeira feita de barro dizia:
A vida é como uma canoa, que navega de cabeça pra baixo nas ondas de um poço sem água.
Enquanto isso, na sua direia ao lado esquerdo um jacaré voava nadando devagar em alta velocidade

As vacas pulavam de galho em galho a procura de seus ninhos em rítmo de Yê-Yê-Yê
Os passarinhos pastavam o capim que nascia no asfalto.
No outro lado da cidade, em um bosque sem árvores, um elefante descansava
Aliviadamente apavorado, debaixo da sombra de um couve sem folha

Os animais observavam, de olhos fechados, uma mulher gritando baixo em voz alta:
Prefiro me matar, do que perder a vida!

Os quatro profetas,eram três: Moisés e José
O mundo era uma bola quadrada,que girava em torno da lua.
...
Poema escrito por um leitor de jornais analfabeto e cego.
...

"Loucura é apenas uma forma sinceramente subjetiva de se ver as coisas"
Arthur F. Farias

6 comentários:

DuDu Magalhães disse...

Quanto mais tenho acesso a Jornais e revistas de "carreira" sinto que fico mais analfabeto. É impressionante o quanto que alguns veículos de comunicação nos deixam mais burros.

Gostei da definição de loucura...

Ainda mais pq veio de um louco!

rsrs

Gabriel → Bloga╝ disse...

Senti fmz no post. Me identifico com esse texto rsrsrsrsrsrs...

A única coisa que s salvou aí foi a frase =D.

Do jeito que esse mundo tá cada dia mais diferente, vai começar a ter analfabeto lendo de cabeça pra baixo, grama nascendo no asfalto,etc.

Flws irmão!!!

PS - se quiser ver: http://ga2009.blogspot.com/

Fernanda disse...

Gostei da definição de loucura. :-) O post é um bom texto para trabalhar o paradoxo com os alunos...

Beijos e sucesso no blog!

Anônimo disse...

Este texto é um clássico! Hilariante! :-D

(a imagem é um pouco assustadora!)

Anônimo disse...

esse poema ja conhecia a + 15 anos
e ainda hoje mostrei a minha filha
o quanto e louco.

Marina disse...

Por favor, será que você poderia me informar o nome do autor do poema? Agradeço desde já,
Marina