quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Discutindo As Relações

Somos um bando de problemáticos, sim, somos. Cada indivíduo tem seus conflitos e suas “pedras no caminho”. Para os cantores, a situação é a mesma, o que muda é que as encrencas enfrentadas por eles acabam sendo discutidas nos programas da tarde. Vira um circo, uma lavação de roupa, na qual as vítimas nem podem falar.

Exemplos de cantores, talentosos ou não, que tem sua vida escancarada são muitos: Michael Jackson e suas plásticas, Britney e suas calçinhas, Lindsay Lohan e sua sexualidade... E quando o assunto é bebida ou drogas é um prato cheio para as revistas e programas da Sonia Abrão. Cantores como Amy Winehouse, Keith Richards (guitarrista do Rolling Stones), e Eminem e tantos outros viraram alvo de todos tablóides.

Melhor ainda, para as revistas, é quando termina em tragédia. Bob Marley, Cássia Eller, Janis Joplin, Sid Vicious (vocalista do Sex Pistols), Kurt Cobain e tantos outros cantores que tinham envolvimento com drogas e, infelizmente, morreram. Aliás, as drogas são os produtos preferidos dos jornalistas, fazem o encaixe perfeito: uma pessoa com um problema e não sabe se controlar, então vai ao Superpop, conta os seus problemas e dá ibope.

É quase patético ver pessoas irem a algum lugar somente para aparecer. Da mesma maneira que é tosco ver a imprensa se matando para lucrar com a vida alheia. Falo tudo isso porque ontem foi o aniversário da Britney Spears, a rainha das revistas sensacionalistas. Parabéns para ela, que já rendeu várias revistas, vários programas e inclusive este post.


3 comentários:

Levi Ventura disse...

Rpz, tbm não concordo com esse jornalismo sensacionalista.
Aqui por exemplo tem dois programas locais que passam no horário de meio dia que apesar de não tratarem de celebridades, eles fazem sensacionalismo com a desgraça alheia!
Isso é um absurdo!

Tio Sam disse...

Pois é,muitos artistas acabam sendo mais conhecidos pelos seus podres do que pelos seus talentos.
Se vc fala em "Michael Jackson" já pensam "Negro que virou branco e é pedófilo". Eu curto as músicas do Michael Jackson,não sou um grande fã,mas curto,e acho muita viagem da imprensa querer se meter na vida dos artistas.

Gostei do post.
Ainda mais sobre música.
Parabéns!

Leo Pinheiro disse...

Putz, é impossivel não relacionar com meu último post! rs

Pensa bem, com 'celebridades' como essas e programas de TV bizarros é impossível eu não ter material para sacaneá-los (os artistas e os apresentadores) na minha nova coluna.

Não acha?

Ah, é pq vc ainda não leu meu blog (jabá explícito! hehe)