quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Reescreva...


Quero gritar todos os meus pensamentos espalhados
Pois não existe outra prova de que eu existo
O futuro que eu devia ter agarrado
Se divide entre "dignidade" e "liberdade"
Quero apagar essa imagem distorcida
Pois eu conhecerei meu limite ali
Não existem datas no calendário do último ano
Na imagem dessa minha confiança exagerada

Apague e reescreva
Essa grande fantasia boba
Reviva
A sensação inesquecível de existir
Reescreva
A imaginação sem sentido
Se entregue de corpo e alma
A força que te guia

Me arrependo de me livrar de todos os meus sentimentos
Depois de perceber que eu não sou nada, eu choro
Um coração triste
Uma mentira

Apague e reescreva
Essa grande fantasia boba
Reviva
A sensação inesquecível de existir
Reescreva
A imaginação sem sentido
Se entregue de corpo e alma
A força que te guia
...

Asian Kung Fu Generation

3 comentários:

Anônimo disse...

O a verdade gostei muito muito bom mesmo isso e um poema de quem e de sua propria autoria e nota DEZ teu blog bem organizado na boa perfeito !!!







ASS: Douglas Lima Monge
-------------------------
http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=11470308642914117607
douglas_mdo_ii@hotmail.com e mail para contado se quiser ai parcero...

DOG disse...

Muito bom o blog nota dez gostei do poema de quem é esse poema em guri e de sua propria autoria o blog tah de parabéns bem organizado ...




Ass: Douglas Lima Monge
-------------------------

fela_geo disse...

no sentido literal da palavra quando a pessoa escreve muito é um saco reescrever tudo de novo