terça-feira, 25 de novembro de 2008

À Procura Da Escrita Perfeita


Às vezes, eu fico impressionado com a falta de criatividade de alguns cantores. Pensa comigo, quando falta alguma inspiração, a primeira coisa a fazer é usar a mesma fórmula que já deu sucesso. Isso é bastante comum no cenário musical, por exemplo, você pode me dizer em quantas músicas do My Chemical Romance há a palavra “black” (preto) ou o sinônimo “dark”? Nada menos que incríveis dezesseis canções, isso porque o My Chemical tem apenas três álbuns lançados.

Ou o que dizer do Marcelo D2 e sua interminável “busca pela batida perfeita”? A frase já rendeu título de música e está presente em várias faixas do rapper, inclusive no mais novo single “Desabafo”.

Mas não é só nas letras de música que se encontra semelhanças não... O AC/DC lançou um consagrado álbum chamado Back In Black em 1980 e este ano lançou o décimo quinto trabalho da banca, o Black Ice. Não acho nem necessário falar das tantas músicas começadas com “rock” do grupo australiano.

Ou até mesmo as batidinhas são as mesmas, com apenas um acorde você consegue cantar quase todas as músicas de axé. O que eu estou falando não é de plágio, deixo isso bem claro, mas é a falta de inovação.

O cenário musical pode até estar mudando com a consolidação de boas bandas novas, como The Ting Tings, Vampire Weekend e outras bandas que respiram um ar puro... Mas deixa para lá, eu devo estar viajando. Enquanto eu falo besteira. nego vai se matando, então...



2 comentários:

DuDu Magalhães disse...

Sou compositor, e sei bem como é isso de 'músicas' parecidas. Penso que a falta de criatividade mesclado com o medo da inovação que faz isso. Uma vez fiz uma música chamada "O inferno sem você", tratava da igreja como uma sanguinária cultural. Praticamente ninguém entendeu, me chamaram de "anti-cristo", etc. Após isso, fiquei com medo de inovar... sei lá, será que todos estão preparados para inovações!

Abrasss

Tânia Mara disse...

Eu acredito que cada compositor tem o seu estilo e isso acaba estampado em suas músicas.
Não acredito que seja o medo de inovar, porque todas as bandas que vi inovando foram praticamente odiadas por seus fãs.
O último álbum do Slipknot foi bastante criticado por ter um peso a menos que os outros.
A última música que o Korn tentou colocar na mídia para voltar foi detestada por seus antigos fãs porque eles inovaram.
Hoje em dia muitos conhecem o Metallica por uma banda que um dia foi foda.
Para algumas coisas é preciso manter a essência e para música que é questão de gosto e muito pouco de cultura é importante manter a raiz, ninguém quer que mude, e sim que agrade como sempre.
Se uma banda deixa de tocar o que eu gosto, eu vou deixar de ouvir.
Porque eu sei onde procuro gosto e onde encontro cultura nas bandas.

Ps. Obrigada pela visita no meu blog. Deixei uma resposta lá, passe por lá novamente para debatermos sobre, ok?