quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Objeto Obsceno


Tenho o costume de sair muito de casa, andar pela cidade, ser um verdadeiro andarilho, com isso conheci e sempre conheço lugares muito legais e belos da mesma.

Há alguns dias atrás houve uma exposição de artes plásticas lá na Praça Bispo Dom José.

A Praça Bispo Dom José é um lugar interessante. Fica no centro da cidade, e é ponto de encontro de várias pessoas, casais de namorados, pássaros e idosos.

Antigamente lá era um terminal de ônibus, mas as condições eram precárias, não havia uma estrutura que suportasse a quantidade de pessoas que por ali passavam todos os dias, com isso os usuários viviam a reclamar, se acidentar, serem roubados, passarem mal, etc.

Após um longo tempo de reclamação da população, abaixo assinado... o sistema tarifário dos ônibus foi mudado, incluiu-se o cartão de transporte, com isso os usuários poderiam fazer integração em qualquer ponto da cidade, evitando assim a superlotação do terminal.

Foi um sucesso. A prefeitura usou a imagem de ‘evolução’ para justificar a desativação do terminal e a inserção do cartão. A população que lutou para que, de fato, as coisas mudassem, simplesmente foi esquecida. A prefeitura tem os melhores marqueteiros, a briga era injusta.

Após isso, o terminal foi destruído, e foi construída ali a praça. O local é lindo, carregado de história e com um charme todo peculiar. Há vários bancos, algumas arvores, um palco para eventos, e no meio da praça uma cabana meio obscena. É sério, é uma coisa redonda, que parece ter um chapéu, e ao lado uma arvore estranha. Quando é natal a prefeitura coloca várias luzes no chapéu e na arvore estranha.

Sempre que vou lá, fico imaginando o quanto seria legal subir naquele chapéu para dar alguns saltos, é tentador escalar a cabana obscena no meio da praça. Poderia subir lá e tirar várias fotos, quem sabe colocar no Orkut, mas aí viraria modinha, muitos iriam querer subir lá para tirar fotos e colocar no Orkut, a polícia poderia não gostar da idéia e as fotos iriam se tornar clichês.

No dia da exposição, minha namorada estava lá ao lado da cabana obscena, com um jeans bonito dançando para mim, seus movimentos estavam extremamente tentadores, seu olhar com mais vida, seu corpo brilhava como o sol, acredito que fiquei ali por uns 20 minutos assistindo ela dançar, até que um chato resolveu “me acordar”

- Por que você tanto olha o objeto obsceno desta praça?
- Hã? Nada...
- Nada?
- Ela não estava lá mesmo...
- Você é mais doido do que eu imaginava.

14 comentários:

Marcos disse...

AHAHAHah fiquei curioso pra ver esse "objeto obsceno" tira uma foto la rssrsr pros seguranças não verem tira a noite rsrrsr abraçosss

Criador disse...

Muito bom essa palavrrinha para postar e muito bom o seu post!!

http://bondedoips.blogspot.com

30 e poucos anos. disse...

Poxa ... fiquei curioso pra ver essa praça com o "objeto obsceno"

Tira foto sim....dane-se a modinha!!!

Rômulo - Xuxo disse...

Achei muito interessante a história do objeto obceno... ficou uma crônica bem legal!

Fábio Flora disse...

Ambigüidades obscenas...

Vanessa disse...

hahahaha legal cara, que viagem hein!! Só vc acha q a tenda parece um objeto obceno, ou td mundo fala? A maldade pode estar na sua cabeça...rrsrs
Eu tentaria tirar a foto pra colocar no orkut!! rsrsrsrs Faltou vc dizer a cidade onde fica essa praça!!!
Bjooo!!

Heitor Carrer disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carol Wolff disse...

Olá! Tudo bom?

Heheh muito bom o texto e a proposta do blog! Parabéns.

Tenha um belo fim de semana...

Visite: http://carolices.zip.net

Abraços!!!

18 disse...

Se eu encontrasse alguem parado olhando pra cima ou alguma coisa eu tambem acharia loucura

ueuehuehe
:)

Leonardo Dognani disse...

mmmmmmm
gostei do texto(ou relato), e o final ainda assim é interessante, pois vc pula de um assunto ao outro até chegar no objetivo =)
tem gente q não deve gostar disso, outrs devem adorar^^

abraços.

Lucas Araújo disse...

Goste muito do seu blog, muito legal, gostei do texto também, bem criativo =D

abraços.

LUCAS DE OLIVEIRA disse...

▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀
Gostei...
há dias em que temos que sair por ai para conhecer novos lugares mesmo.

A menta descansa um pouco da rotina do dia a dia...

abçs,


Lucas de Oliveira
▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀

Hugo Bessa disse...

Andar sem rumo é muito bom.
A gente acaba conhecendo e sabendo de coisas interessantes, e pessoas tb.
Pena que sou muito preguiçoso, senão sairia mais.
Abraço.

http://episodiosemserie.blogspot.com/

Luana H. disse...

Cabana obscena foi ótimo! hasuhasuhas
Mas é engraçado como esse lance de fotos em determinados lugares e ações viram clichês no ''Fantástico mundo do Okurt''.
hehe


Obrigada pela visita!
Beijão