segunda-feira, 27 de outubro de 2008

O que é o nada?

O nada segundo o meu modesto ponto de vista seria aquilo em que nós não conseguimos preencher, um lugar onde ou algo que não conseguimos definir, seria aquilo que através das palavras não podemos compreender. Lembro de alguns nada que recebi na infância, fazendo questionamento às pessoas do meu convívio, por não terem a resposta “correta” se limitavam a dizer que era nada.

“No nada não existe nem o espaço, isto é, não há coisa alguma e nem um lugar vazio para caber algo. O conceito de nada inclui também a inexistência das leis das físicas que alguma coisa existente obedeceria, dentre elas a conservação da energia, o aumento da entropia e a própria passagem do tempo. Sendo o espaço o conjunto dos lugares, isto é, das possibilidades de localização, sua inexistência implica na impossibilidade de conter qualquer coisa. Isto é, não se pode estar no nada. O nada é, pois, um não-lugar”

Poderíamos então simplesmente dizer que o nada é a ausência de tudo. Por vezes queria e as vezes ainda quero apenas o nada. O nada pode ser a paz, nada de brigas,raiva, maldade, mas pode ser também o ódio, essa falta de alguém ou algo que nos completa surge ai a nossa ausência, a nossa carência e também porque não dizer a nossa loucura e solidão.


Por Pedro Junior

35 comentários:

Lauro disse...

Sobre o nada, nada sei.
Sobre o nada, onde está?
Um nada eu serei,
se eu não aqui postar.

=]
uahuahuahahaha

greatdj disse...

O nada para mim seria a falta de algo.
Acho engraçado a tentativa de classificar certas palavras, embora nunca as conseguimos, como o próprio nada e amor, ódio e outros sentimentos.
É estranho não saber nada do nada.

F³RnaNDo disse...

Interessante esse pensamento...nunca havia parado para pensar em nada...huahauhaha....gostei de seu blog....Ve se aparece no meu tb ok?

fernando

http://teussinais.blogspot.com

vitor marques da silva disse...

nada é algo que nao exista eu acho
hhe
[b]http://hits-music.blogspot.com/

.

grupo gauche disse...

só sei que nada sei e ainda é relativo! hahaha
boa reflexão.
t+

Gu disse...

Muito bom seu texto, dá pra pensar bastante.
Curti o layout!
Passa la depois
http://madnessanddelights.blogspot.com

abrazz

Kacau disse...

nada pode ser tudo ou nada, depende da visão que vc vê as coisas, de que modo vc quer ver, que significado vc vai querer encarar, interessante e reflexivo.bj

http://messnatural.blogspot.com/

ps deixa o link do seu blog eu sou lesa me perco kkkk

Barbie Wire Band disse...

Bom texto!!!!!! Bjsssssssss!!!

Michel Domenech disse...

Interessante o questionamento, antes eu pensava que o nda seria algum lugar preto onde não existiria nada, mas por que preto? talvez essa idéia do que é escuro é ruim e é assustador tenha sido nos passado e a associamos a diversas coisas inconscientemente, portanto não tenho mais certeza de que cor é o nada.

marceloclash disse...

O nada é granada, mosquito da dengue gosta de água parada, pra sua morada, não é nada. Mas você pode morrer, ai quando você vê o nada vai aparecer, e não adianta correr. Quando o nada chegar ele vai te pegar, porque o nada é o nada. Que rima pobre essa minha rs


Parabéns pelo blog!

VISITEM:
http://tchannannan.blogspot.com/

Abel disse...

na verdade, o nada é o tudo sem sentido ....

carla m. disse...

depois de pensar muito sobre o nada, cheguei a conclusão que não consigo pensar em nada...

Sempre achei que o nada fosse o que não importa, aquilo que ignoramos propositalmente.

abraço,

Luucas, o escritor! disse...

'Só sei que nada sei' :B

Mahtt disse...

Para mim o nada é simples mente aquilo que não podemos ver, tocar nem sentir e nem mesmo sabemos de sua existencia.

Sou simples xD

Mahtt disse...

O nada simplesmente não existe tudo tem que ter um sentido, e o nada simplesmente não pode existir por causa disso =P

mano maya kosha disse...

um ponto neutro, quando nos perdemos de propósito, nos enxergando completamente, mas não preparados para nos encontrar ...

Fábio Flora disse...

Seu texto tem uma temática interessante, mas um primeiro parágrafo muito confuso. Procure lê-lo em voz alta para si mesmo. Verá que tem alguns probleminhas de coesão. Abraços!

Júlio Oliveira disse...

O que seria o nada?

O nada existe?

Belo texto raapz...

Continue com esse sucesso.

Abraço.

Karla Hack disse...

Nunca tinha para para analisar como é complicado definir o Nada!
è uma expressão que nos dá uma certa sensação.. deste vazio espacial, esperitual, mental...
Mas uma definição em palavras...
Nem ouso tentar!

;P

bjus

Marcelo disse...

Existem conceitos na linguagem que são de definição inviável um deles é o nada e o outro é o tudo. Daí, pronomes indefinidos... não definem coisa alguma..

Aliás, o coisa alguma poderia entra na lista.

Patrícia disse...

Nada para comentar..

Heeheheh ;]

Nossa complexo demais.. nunca parei pra analisar também não O.o

Maяcσs Cruz disse...

Parabéns aê véio :D

muitoo bom seu texto ;)

se der dá uma passadinha lá:

-http://marcosborracho.blogspot.com/

abraço

WiComédia disse...

legal o blog

---
VISITE:
www.wicomedia.blogspot.com

Maяcσs Cruz disse...

parabéns kra :D

muitoo bom texto ;)

dá uma passadinha lá:

http://marcosborracho.blogspot.com/

abraço

theblergh disse...

Toda vez que me ponho a descutir isso, paro no mesmo ponto de sempre:
Se o nada é a ausencia de tudo. Então o nada não existe, nunca vamos ter ideia do que realmente é o nada; pois, na ausencia de tudo, não existe definição para o que seria o que não existe. E ai o fato de "nada existir" seria a unica coisa existente. (agora viajei)
E quase o mesmo que descutir a 'origem de tudo'. Da onde veio tudo? Onde de 'tudo' existir, o que existia? Nada? Mas se nada existia, nada ja era alguma coisa. (?)

Anônimo disse...

Prefiro não pensar no nada... O tudo é muito mais interessante...
Porém quem tudo que tudo prede e fica sem nada...

blog disse...

É simples a resposta.
Está em "O Ser e o Nada", de Sartre, seu ensaio (para alguns, definitivo) de ontologia fenomenológica.
É a base do Esxistencialismo. Heidegger tb tem escritos sobre isso.
Mais profundos, naturalmente.
Valeu.

icaro disse...

Pois bem. Ñ posso dizer que nunca parei pra pensar na teoria do "nada". Colocar em escrita foi um ato de coragem. rsrsrsrsrsrs
Eu ficava pensando que tava ficando entrando na insanidade.
Mas ta legal.

Esconderijo disse...

O nada seria algo tão simples, que, na verdade, é uma complexidade absurda. Tentar defini-lo é preencher um vazio de que nada mudará. Gostei do texto!

http://escondidin.blogspot.com/

Abs>

Michell Niero disse...

O nada pode ser concreto; o nada pode estar gritando que ninguém ouve. O nada, na minha visão, tem pulsação, feições e está cheio, embora ninguém acredite.

Frederick disse...

bom... é estranho isso pois se o nada é algo, então ele É algo, ou seja, não tem como o nada ser nada senão ele nao existiria...

não entendeu? nem eu.
eu só "sei que nada sei"

Abraços

Patricia disse...

Melhor dizer nada/não sei do q mentir/omitir/exagerar..., enfim, do q criar ainda mais "achismos", q acabam se tornando ignorância!

Passa lá no meu blog tb:
http://blogdapattyandrea.blogspot.com

Bjus!

TransGreSSivaS disse...

MINHA MAE AS VEZES IDSE QUE EU Ñ VALHO NADA!

QUE EU SOU UM MERDA DE GATO!
UM NADA DE SEMNVERGONHICE!
UAHUAHAHUH

http://transgressivas.blogspot.com/

Patrick Demarchelier disse...

nossa, amei!
vc escrece super bem...

Lucas "Bixo" Dias disse...

nada é um negocio bem dificil de definir, já que ele seria meio que uma negação de tudo...

mas gostei do post, uma "filosofada" interessante sobre o assunto xD