domingo, 5 de outubro de 2008

Já não sinto meus pés

Em um instante de raiva, possuído pela dor

Mergulhado nas misérias e desgraças da vida eu estava.

Assumindo a personalidade de um louco

Sem juízo.


Peguei as minhas angústias e junto veio um facão.

Peguei a minha raiva e lavei-o .

Peguei a minha dor da solidão e afiei-o .

Peguei a minha coragem e nada fiz...


Mas mesmo assim já não sinto mais meus pés.

Não sei o que aconteceu...

Sei que sou apenas viajante de um mundo surreal...


Por Pedro Junior

31 comentários:

Net disse...

espero que não tenha cortado os pés !!!!!!

Arcano 13 disse...

bonito poema... meio bayronista... mas enfim

flws
abçs

Metamorfose disse...

Lindoooo! Amo poesia!!!
Bjos e bom fim de semana!

Joey disse...

Legal o blog!

bonito poema[2].

Thaynah disse...

Vim meter o pau mesmo!
Que ele se traduza em: meus parabéns.

Ótimo texto.

Beijos.

Neto disse...

Bacana, ficou bom.
Como ficou a historia com a loirinha de "O troco"?

Edward Stewart disse...

Mórbido. Gosto disso! Parabéns!


----

Quando der, dê uma passada:
http://covildeideias.blogspot.com/

DINIZ disse...

bem surreal!

Hugo Ceregato disse...

Bem resumido e dramático, mas gostei do meio mistério, é como meus textos.

Chris disse...

Gostei! Fica aquela dúvida: ele se matou, se feriu ou está apenas "viajando"?

Parabéns!

luis bueno disse...

gostei da parte da coragem...às vezes é o medo, e não a coragem, que nos impulsiona.

http://carlosbueno.zip.net/

Lucas Moratelli disse...

Que triste;

Mas é bom!

Abraço;
Até Alí.

Anne Dayse disse...

Realmente house eh muito bom XD
massa teu poemaaaa
otima semana
bjos

Confissoes de uma Adolescente ;D disse...

gentee
que é isso?
depressivooo!!
mas eu gosteei
;*

Blog Conspiracy disse...

ótiimo texto, parabéns pelo blog!

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Peguei minhaS angústiaS, cuide da concordância.

Tem que ajeitar, trabalhar melhor, certas coisas podem ser ditas sem tanta empolação, vc não precisa disso pra fazer poesice.

Tiago Castelo disse...

Retribuíndo comentário...
Pois é, realmente não estava muito determinado a expressar otimismo no post. Acho que por um lado entendeu!

Quanto ao teu poema, ele é bem interessante. Só acho que pôs muita displicência nas palavras... Exagere nisso não.

Abraço!
http://tiago-castelo.blogspot.com

Felipe disse...

Sinistrooo!

www.curiosomundoscuriosos.blogspot.com

Buscando parcerias...

jcdigital disse...

Ficou muito vago o texto.

;)

♫ Quel ♫ disse...

Adorei!!!
^^

Adoro poemas!
Gostei do seu!!!
^^

Siiih :* disse...

nhaa demaiiis *-*

Wagner disse...

muito bom o blog

tem futuro cara

www.pontodevistasp.blogspot.com

Liizy disse...

Lindo, gosto de poemas nesse estilo *-*

Parabens!

GUILHERME PIÃO disse...

Gostei, dramatico com suspense...legal.
Abraços

Lina :) disse...

Esse texto é seu?
Só tem alguns errinhos de concordância nominal, mas eles não estragaram a essência do contexto.
Belo blog.
:)

... Matheus ... disse...

bela poesia

espero que não tenha cortado os pés

xD

é para parar e refletir

http://zcolmeia.blogspot.com/

Pcod disse...

Poema cool =D



Link LoL

Arthur disse...

Gostei do Blog, gostei do poema... Muito Bom aqui!

abraços


http://mundodefilme.blogspot.com/
Post Atual: Quantum Of Solace

Brisa disse...

Tem momentos em que estamos tão atribulado em nossas dores que esquecemos de ser fortes!
Lindas palavras,
abraços

Arlequim disse...

Amigo, ficou ótimo.
Lindo texto.
E não se preocupe, as vezes não sentir o corpo é até bom.
Beeeijos

Hugo Bessa disse...

gostei do poema.
e das palavras escolhidas.
parabéns!
abraço

http://episodiosemserie.blogspot.com/