sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Dependência Tecnológica

Para muitos a dependência tecnológica é a doença do século XXI. Bons motivos há para eles sustentarem esta idéia. Já é sabido que a tecnologia esta se desenvolvendo de forma espantosa, cada vez mais rápida, um bom exemplo são os celulares é só lembrar-se dos lançamentos de 10 anos atrás ou até antes eram verdadeiros “tijolão”. No entanto hoje as coisas estão caminhando para a diminuição e com muitas tecnologias integradas.

Mas o que mais me assusta é a questão da dependência que essas e outras tecnologias proporcionam, as pessoas tem feito uso dos e-mails, SMS, mensagens instantânea, conseqüentemente as relação inter-pessoas acabam ficando cada vez menor, as pessoas visitam menos os amigos em suas casas, e acaba gerando pessoas inseguras também.

Outro fator que merece destaque é o caso da praticidade; o controle remoto, e outros facilitadores acabam ocasionando certo sedentarismo, as pessoas estão indo cada vez menos nas lojas, elas compram pela internet e o produto chega a casa, andam menos e quando saem de casa na vão de carro.

Certo dia fui ao mercado aqui do bairro e fiz uma compra no valor de 13 reais e paguei a mulher com uma nota de 20 reais, coisa incrível ela precisou pegar a calculadora e fazer a conta para me passar o troco, é isso que me espanta as pessoas estão se tornando inseguras e cada vez mais dependentes dos recursos tecnológicos e práticos.

Bom isso é apenas um pouco sobre esse vasto assunto; no entanto acredito que a tecnologia está ai, ela é maravilhosa, mas precisamos ter certa consciência, saber como usar e manter velhos hábitos saudáveis comece com algo simples não tentar usar o controle remoto ou sei lá ficar um dia da semana sem entrar na internet, algo do tipo, o importante é saber que devemos usar a tecnologia com cuidado para não virarmos escravos dela.

Por Pedro Junior


15 comentários:

Beline disse...

Desculpa Pedro, mas tenho que discordar. Toda tecnologia disponível pode ser perfeitamente usada para apenas facilitar sua vida. Se ao invés de ir ao banco, ao shopping e dar vários telefonemas você pode usar o celular ou o pc, o resultado será mais tempo ocioso que você desfrutará em compania de seus amigos ou família,prativando esportes ou lendo um livro, ainda que digital. Se por algum motivo as pessoas não querem se relacionar, algumas tecnologias podem servir como desculpa, mas não seráela a causadora desse distanciamento a que vc se refere.O problema com a tecnologia ao meu ver é o acesso, enquanto 100% da população não tiver acesso a tudo isso ela será excludente e deixará sem a iformação um parcela importante da sociedade. Acesso e informação tem que ser pra todos!

jαnα ¦D disse...

Concordo com vc. Chegou ao ponto em que as pessoas confiam mais na tecnologia do que em si mesmas :x

Abraços.
='-'=

http://nerdezasaleatorias.blogspot.com/

Michell Niero disse...

As tecnologias trazem benefícios, mas também malefícios. O importante é criar uma cultura crítica e não se limitar apenas as informações passadas pela publicidade pelo produto.

Agora, analisando seu texto, me veio um debate que eu acho tão importante quanto este, que é a dependência tecnológica a outros países. Depois de 508 anos de invasão, nós hoje importamos adubo e exportamos soja. Apenas 3% da população brasileira é alfabetizada cientificamente, temos carências graves em docentes para áreas exatas. Tudo isso me faz crer que a tecnologia tem um outro lado perverso, que é o de queimar gerações.

LUCAS DE OLIVEIRA disse...

▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀
Confesso que usufruir dessas tecnologias é muito bom e proveitoso.

Facilidade hoje em dia é o que queremos.

Eu uso calculadora sim...
ela existe e então, a uso...

abçs,


Lucas de Oliveira
▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀

jaka disse...

com certeza toda tecnologia tem o prós e contras, mas todas elas sao rupturas de um passado esquecivel...
imagine um mundo sem corrente eletrica...troquei a luz do dia pela luz da light.

RJ disse...

concordo e discordo, como o primeiro disse..p que ir ao banco pagar uma conta se vc pode fazer isso pela internet e pelo celular, mas já indo para o outro lado... muitos preferem ligar e mandar "um beijo" pra uma pessoa querida do que ir pessoalmente até ela... (claro, depende da situação)..

muita coisa boa veio para facilitar... consequentemente, algumas delas acabam distanciando sem querer seus usuarios

ºDreº disse...

CONCORDO com você Pedro!
Hoje, ninguém vive sem alg tecnológico por perto, pelo contrário, muitas pessoas deixam de viver a vida real para viver na vida virtual,do celular, computador etc..
Beijos

. lú disse...

sou a favor da tecnologia mas tenho de confessar que o msn me afasta das pessoas =/ hahaha

Jonathan Alves disse...

Cara, não concordo com nada que você disse nesse post, a tecnologia ajuda e muito em todos os aspectos, para de se prender em coisas fúteis, pense como somos dependentes dela na medicina, locomoção, etc. Vamos pensar sobre a relação inter pessoal que vc citou, o bom de agora, é se for na casa de alguem certamente saberei se ela esta ou não em casa, não perco tempo. E quem compra pela internet ou compra porque é mais barato ou para não ter que aturar os vendedores que da vontade de matar. Penso que vc deve abrir mais sua mente e parar de assistir a globo! rsss


abraços

nana disse...

acho que o segredo é o equilíbrio. não dá pra ignorar os avanços tecnológicos, da mesma forma que é bizarro ficar apenas em frente a um computador!

http://horadabalanca.blogspot.com/

Heitor Carrer disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
amandaedalete disse...

é mesmo eu tbm estou assim, ja tenho 3 celular, amo calculadora e fico mais de 5 horas na net Oo

SouMongol Testes disse...

As vezes me pergunto como seria se tivesse nascido na roça e nunca saído de lá...

Lua disse...

concordo contigo, sou a favor do uso da mente...
Claro toda tecnologia á válida, mas poxa, facilitar a vida é uma coisa, barrá-la é outra totalmente diferente.
precisar fazer uma conta de 20 - 13 na calculadora é foda! até divisões complexas gosto de fazer na cabeça...

Ms. Molly Bloom disse...

é...viver sem tecnologia...bufff...será?