terça-feira, 30 de setembro de 2008

Nevoeiro

ERA NOITE.
Na noite da travessia me encostei diante das orgias de teu coração, e ...de contato com teus lábios (ressecados) talvez ainda não molhados a sentir o beijo que me partiu.Em meados do tempo senti ao sopro do vento que ainda dormias sem dizer....dizer que a serotonina de teu cheiro me levou ao contentamento ( num instante ) e mesmo drunk pude sonhar mais uma vez contigo, e nas ilusões atravessadas em torno da alvorada que estou caído há tempos. ( sem ti ).

2 comentários:

ºDreº disse...

Que lindoo
Amei
Beijão

HoneyBee disse...

Acho que você escreve prosa melhor do que poesia. =)