segunda-feira, 7 de julho de 2008

Saudade

Sentimento dito pela gramática como algo abstrato, que não podemos tocar, mas que assim como a filosofia pode ser perceptível pela mente, a grande mentora da imaginação que nos conduz para onde queremos chegar.


Lembro da minha infância das brincadeiras com os colegas, amigos que infelizmente alguns não caminham mais juntam comigo, mas estarão sempre vivos na minha mente, a lembrança dos bons momentos que passei com esses que partiram para um plano superior será guardada na lembrança, as coisas ruins ficará no passado. E sinto felicidade por sentir saudade, já que para existir saudade houve necessidade de ter acontecido coisas boas, maravilhas e marcantes.


Quando a chuva cai, ela nos ensina sempre, basta olhar com os olhos do interior da alma, sinta que a chuva para ser constituída muitas vezes no começo ela passa por um choque entre opostos, a frente fria e a frente quente, que faz “nascer” pequenas gotas, partículas que sozinhas são quase insignificantes, mas quando elas se juntam formam um dos maiores espetáculos do mundo a chuva.


Não só uma lição de união podemos absorver da chuva, cada gota, pingo que forma esse fenômeno pode ser a volta de quem enterramos, que foi para os céus e nos volta de uma outra forma como pingos de esperança, de alegria como nos dissessem. – Eu estou aqui encima te enviando um pingo do meu amor. Assim é a chuva, a água que evapora, forma as nuvens e volta para nos em forma de pingos.


Tome um banho de chuva faça parte desse ciclo, ela cairá pela sua mente e lá reavivara as boas e inesquecíveis lembranças daquelas pessoas marcantes que já passaram para um outro plano espiritual, dos amigos que você não vê a muito tempo, das brincadeiras de criança, do seu primeiro amor, ou mesmo aqueles que estão a todos os momento conosco, lembre do ontem, como foi maravilho e viva o hoje com perspectiva que será ainda melhor.



Enfim lembre-se dos momentos maravilhosos que a vida tratou de escrever para você, e viva a sua vida como uma eterna poesia, que cada vez que é lida transmite uma nova emoção para quem a lê. E lembre-se faça da saudade uma aliada para relembrar uma felicidade, não para acabar com a sua felicidade...

Por Pedro Junior

10 comentários:

Grupo Saber Viver disse...

Obrigado pela vizita em nosso blog , e parabéns pelo seu!!

Otávio B. disse...

Chuva, fogo e outras forças naturais, geralmente antagônicas, provocam nostalgia...É como o chocolate, doce mas ao mesmo tempo amargo.

Abraços

http://hangardezenove.blogspot.com/

Fernando Gomes disse...

saudade é realmente uma m...
mas não tem nada melhor do que ver alguém depois de tanto tempo..

meu caso hoje, que estou voltando pra casa pra passar as férias.

ótimo texto rapaz
:D

Rafael Tupiná disse...

poxa mt lgl o texto parabens!!!

da um look no meu blog tbm e veja A Tecnologia na sua vida [O RETORNO!!!]
em....
www.culturatups.blogspot.com

abraços

Tania Montandon disse...

É ISSO AÍ!


Saudade quem não sente? Só quem nunca quis bem... Saudade é bom, mostra os bons momentos, quando vira tristeza é que é ruim. Saudade sim, tristezas não, pelos menos na teoria é sempre fácil ^^

bjinhos!

The human who sold the world disse...

Quando a chuva cai eu fico pensando nas enchentes. Será que estou contaminada pelas tragédias do mundo?rs

Marcelo disse...

Legal o texto sobre saudade, mas aí vai o conselho de um velho professor que consegue ver um talento para escrever de longe.
Ninguém nasce pronto. Todo talento é trabalho. Aí vão algumas dicas:
Cuidado com a revisão, leia seu texto em voz alta para outra pessoa, peça opinião e as ouça... e por fim, escreva, escreva, escreva, escreva...
Você leva jeito com as palavras...
Um abraço

Mila' disse...

Chuva é a melhor coisa, "mais lindo espetáculo" como vce disse...
Antiga blogueira daqui, "expulsa" por ausência, prazer, Mila xD

Tu escreve bem cara ^^

E eu...
Me sinto super inspirada como chove, contigo tbm eh assim?

Saudações gramáticas xD
=*

João Maluquinho.O disse...

lembranças sempre são boas
muito bom seu texto

Igor G. Britto disse...

Adorei seu texto
Interessante as observações e conclusões. De fato, as coisas notáveis, quase sempre não são notáveis. E é tudo tão fantastico. A pena que sempre tem é que a maior parte não ve o que realmente deveria ver. Se fosse assim a visão de tantos seria iqual a sua e a minha. De ver nos pequenos detalhes, um mundo. E nos grandes a união de varias coisas, até se tornar o que é. Que é o principio do que somos a junção de varios eu's do nosso passado e hoje nos fazem como somos. Adorei sua postagem...

T_T