quarta-feira, 30 de julho de 2008














Bom dia povo, recebemos mais dois selos! O Primeiro "Troféu Blogeer" veio da Ana Paula do blog
http://ofedor.blogspot.com/

Já o segundo,que é o "Prêmio Dardos" veio do Cleidemar do blog http://blogdocleidemar.blogspot.com/

É uma grande satisfação receber os selos! Obrigado a todos que contribuem com o Visão Contrária, comentando, incentivando, criticando... Estamos fazendo um trabalho interessante,que gostamos, escrevemos talvez não por dom ou vocação, mas sim pela tentação de mexer com as palavras, com os sentidos, trazendo emoção pra vida de cada cidadão que lê o Visão!

Bom, os indicados são:

Troféu bloguer

http://sushidebanana.blogspot.com/

http://numfalei.blogspot.com/

http://esturdio.blogspot.com/


Prêmio Dardos

http://bigbangbr.blogspot.com/

http://www.eunaopenso.blogspot.com/

http://espinhacodajumenta.blogspot.com/

segunda-feira, 28 de julho de 2008

A última carta

Para minha velha

Quando você ler esta carta provavelmente não estarei mais presente fisicamente ao seu lado

Por muitos anos em minha juventude fiz coisas que só hoje sei o quando eram banais, quis a ter somente para mim, queria que você anulasse a sua personalidade, te acorrentei aos meus pés... foram tantas as coisas que pensávamos ser necessário para manter vivo o nosso amor.

Hoje os meus cabelos brancos são provas que quando se ama não precisa fazer as loucuras de amor, nem esta necessariamente juntos, o importante é saber que todos os dias temos uma batalha a vencer, é fácil conquista uma pessoa, o difícil é conquistar essa mesma pessoa todos os dias

Agora quero minha velha te pedir perdão caso tenha perdido alguma batalha, mas quero também que você saiba que como tudo em minha vida eu fiz o meu melhor.

- Na carta vinha um pedaço (grande) de papel do primeiro chocolate que ele dera para ela, e estava escrito com letras um tanto quando pequenas, quase que apenas pontos para uma pessoa da terceira idade –te amo, te amarei e sempre vou te amar!

Ao acabar de ler a carta a velha emocionada deu um beijo na carta e foi para o seu ninho de amor, e da forma mais natural voou ao encontro do seu amor

Por Pedro Junior

domingo, 27 de julho de 2008

Selo²!



Ola, gostaria de agradecer o blog http://www.borarir.net/ pelo
selo que recebemos... O Visão Contrária fica muito feliz com isso
é bom saber que estamos fazendo um bom trabalho, sendo reconhecido.
Obrigado!

E como é a regra... Os blogs que indico são:

http://antologiaracional.blogspot.com/

http://betaperpetuo.blogspot.com/

http://blogdocleidemar.blogspot.com/


É isso. Obrigado!

sábado, 26 de julho de 2008

De olhos fechados todos são iguais

Nos aspectos nacionais, estaduais e municipais é sempre uma "dádiva divina" a forma como são tratadas as denúncias de corrupção. E, ao analisarmos os candidatos para as eleições municipais que estão bem perto, chegamos à triste conclusão de que "neztepaíz", como um todo, a tão utópica reforma política vai ficar para a próxima.

Pois são tantos nomes repetidos, tal qual figurinhas de gibi que já não completam aqueles locais vazios, pois a cola está acabando - ou acabou?!
Pra ser sincero, ainda não tenho certeza, e a cada dia que passa, percebo que a sociedade está cada vez mais comprada, mais desiludida e mais... mais frágil. Vazia de sentido! Penso que é assim que a grande maioria se sente. Eu me sinto assim, mas tenho fé que este é apenas um estado passageiro.

Escuto por aí, pessoas dizendo que está ruim sim, mas não conseguiremos fazer com que as coisas melhorem, então, deixa pra lá! Deixar pra lá?!
Não, não mesmo! Não podemos nos dar ao luxo de 'deixar pra lá'. A situação está caótica, ausência de amor, de justiça e de esperança! Enquanto isso... Esses candidatos têm uma vida exemplar, límpida, alguns chegam a comparar-se a Deus!

É meus amigos, a situação é cada vez mais crítica. E assim, praticamente "do nada" veio-me à cabeça uma situação um tanto quanto corriqueira, que fará sentido, ao final deste texto.

Dias atrás, um programa de televisão, que detém de uma "imensa" audiência e não precisa "apelar" a "Baixarias" para continuar no ar, dedicou todo seu espaço à discussão de uma polêmica, dessas, pré-fabricadas: a homossexualidade de dois "Abnegados" do Exército Brasileiro que foram [des]cobertos. Esta situação, de certa forma, choca os padrões hipócritas da sociedade, pois eles estariam fora do estereótipo criado por essas convenções sociais, com o intuito de apontar quem é lésbica e quem é veado. A visão que nossa sociedade tem é que a lésbica é aquela mulher que se disfarça sob o traje de um homem, e o homem gay é aquele que se disfarça sob o traje, ou pelo menos, no que usa [e abusa] do comportamento feminino, e por vezes, sendo vulgar.

Olha, não tenho a pretensão de entrar no mérito das discussões sobre a sexualidade alheia, principalmente porque cada um sabe o que faz da sua vida. Mas fico me perguntando: Por que a gente, de uma forma geral, gosta mais das banalidades à informações? Será que este "gosto" – preferência - é uma consequência da 'falta de instrução' que a grande maioria dos brasileiros possui?

Em "teoria" a Justiça revela todo o logro dos nossos exemplares homens do poder, a mídia – narcisista - podia iniciar uma atitude a favor da moralização deste segmento, algo como mostrar os nomes e as fotos de cada um dos envolvidos em algum tipo de canalhice política, fazendo assim, com que a sociedade não esqueça desses meliantes, pois o povo tem memória curta, tão curta quanto o salário mínimo, que de tão mínimo, impede a sociedade de se tornar grande, ou não?! Seria interessante, no horário nobre, a foto de cada um desses "políticos exemplares". Sugiro algo como o do Ministério da Saúde: A Justiça Eleitoral alerta, fulano de tal é acusado [culpado] de tais crimes... Consultar sua consciência antes de votar. Ou quem sabe a criação de um programa de TV em que essas polêmicas sejam discutidas com a sociedade, um canal aberto onde todos tenham direitos iguais... Estas idéias são interessantes, mas existe um erro nas mesmas: a consciência do povo já está comprada?! A liberdade de Expressão existirá mesmo?!

Essas verdades quase absolutas me deixam revoltado. Às vezes penso no voto nulo, como uma forma de repúdio, mas essa é uma atitude reacionária para uns, antiética para outros e covardia para mim! O segredo da conquista é singelamente contemplar a fantasia, e é assim que eles agem, comprando os votos, agindo na fantasia das pessoas, iludindo-as. Os mais 'cultos' provavelmente votarão no “azarão” só de “raiva”, e assim, faremos valer a pena - ou quem sabe a galinha toda - o feriado de 3 de Outubro. Mas corremos o risco de eleger pessoas despreparadas, alimentando assim, toda essa merda que se tornou a política "neztepaíz".

Ser cego por um dia ajuda a enxergar melhor nossa alma, ser cego todos os dias ajuda a nos suicidarmos. Por isso, deixem o conformismo de lado, pois ele é o maior mal que assola o Brasil. Abra seus olhos, a situação está ruim sim, mas podemos mudar, basta apenas querer e lutar! Mas existe um ditado popular que diz: "Para o dia de São Nunca". Só espero que esse ditado não seja uma verdade absoluta para a nossa luta, se ela ficar pra depois... Nem quero pensar no que pode acontecer.

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Versos Tristes!

Eu conheço o amor e o ódio
Eu sei que eles andam lado a lado
E assim caminha a morte
Sempre ao meu lado

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Talvez

Ainda não é proibido sonhar
Temos algum tempo para nos preparar
Os donos da lei vão nos sufocar
Até nos não conseguirmos mais gritar

No fundo uma pobre esperança
Lembrança?!
Ah, como fui livre no passado.
Mas agora, cadê os meus braços?

Minha voz que ecoava além do horizonte
Ultrapassou barreiras, porem,
Rendeu-se as fraquezas
Como quem perde uma nota de R$ 1,00

Talvez eu esqueça essas palavras
Talvez eu mude o mundo
Talvez eu seja você, talvez você seja eu!
Talvez você nem saiba quem és
Talvez...

E o passado?
Deve ter ficado Alado!
E talvez... Eu reencontre minha vez!


Selo!











Recentemente o Visão Contrária recebeu o selo Blog Massa! do blog http://noonsense.blogspot.com/ . Os colaboradores deste blog gostariam muito de agradecer o Halan por ter nos indicado. Bom, o selo Blog Massa tem o intuito de premiar blogs com um conteúdo legal, que seja original e inteligente na blogosfera. E seguindo o regulamento, tenho que indicar três blogs pra receberem o selo, e eles são:



http://www.borarir.net/
http://saralidade.blogspot.com/
http://foradoarblog.blogspot.com/




Por DuDu Magalhães

terça-feira, 22 de julho de 2008

Meme: Acrescentando cultura à sua vida!

Bom dia, fui convidado pelo blog para contemplar esse MeMe. É o seguinte, você entra no Wikipedia e vai na pagina aleatoria e copia o primeiro paragrafo e posta no Blog, só isso, no final você deve convidar mas 3 blogs para participar da Brincadeira.

Convido os blogs:

http://noonsense.blogspot.com/

http://livrosliteratura.blogspot.com/

http://greatdj.wordpress.com/


Meu meme foi sobre o “Condado de Cowlitz”:

“O Condado de Cowlitz é um dos 39 condados do estado americano de Washington. A sede de condado é Kelso, e sua maior cidade é Longview. O condado possui uma área de 3,021 km2, uma população de 92,948 habitantes, e uma densidade populacional de 32 hab/km2 (segundo o censo nacional de 2000). O condado foi fundado em ?.”

sábado, 19 de julho de 2008

Mais um post que provavelmente ninguém vai entender!


Alô som, testando, 1-2-3, ok!

[Enquanto isso em algum lugar da Lua...]

Olha ela ali parada
O vento batendo em seu rosto
Trazendo a mim o seu gosto...

[Oh, será que sou um poeta?!]

Seus cabelos mexem
O vento tem esse poder de mexer com as pessoas
O mesmo continua batendo em seu rosto
Fazendo-me lembrar...

[Pensamentos eróticos xD~~]

Meu coração bate mais forte...
Quem sabe seja sorte
Já nem sei...
Às vezes penso na morte!

[Quero parar o tempo!]

Nosso destino...
Quem me dera sair da minha esfera
Mas estou preso
Dentro do meu ser
À tua espera

[Amo tanto ela que...]

Embora eu espere
Sou feliz
Tenho sorte...
Tenho certezas de incertezas
Mas...
Isso não me fere

[Ela acordou!]

Sua carinha de sono...
Como és bela
Ela está me olhando
Hora do beijo?

[Ela fechou seus olhos e chegou mais perto de mim]

O melhor beijo
É o beijo em que a língua...
Faz o beijo
E o beijo...
Faz o sexo.

[Read... Go!]

Ps: Depois conto o resto da estória


Por DuDu Magalhães

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Incoerência Repentina


Olhei pro mundo do céu
Vi o Sol nascendo da terra
Abrindo os caminhos encontrados por mim
Perdido?
Encontrado?
Dilacerados!
Percebi que tinham anjos do meu lado
Sorrindo como criança
Em olhares de esperança...
Mas senti uma injustiça do ar a não me banhar
Soprar...
Sopro de vida!
Minh'mente desmente o caos dos meus olhos
Que congelam a cena que passa
Dezenas e centenas
Cenas!
Figuras de linguagem
Tudo me faz pirar
Perco-me no ar
Já nem importa se conseguirei abrir a porta ao voltar
Não importa o recomeço
Escrevo!
Desejo...
Apenas desejo não ter presa
Pois essa é minha festa!


Por DuDu Magalhães

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Mais Uma Visão Contrária


Bom dia meus amigos [mau dia meus inimigos] espero que ‘todos’ estejam ‘bem’. Pode ser que eu conquiste alguns inimigos através deste post, mas se faz necessárias às coisas que pretendo escrever.

Vocês conhecem pessoas preconceituosas? Sabem o quanto é complexo lidar com elas? Pois é Zé, a parada é o seguinte meu irmão [nossa to falando que nem a Karina] “homofobia (homo= igual, fobia=do Grego φόβος "medo"), é um termo utilizado para identificar o ódio, aversão ou a discriminação de uma pessoa contra homossexuais ou homossexualidade. By wikipédia”

Sabe, quando falamos no ingresso de qualquer escritor em uma academia de letras, seja ela qual for, pensamos que os critérios óbvios tem que ser a qualidade do texto de quem postula e critérios técnicos, a união desses levam alguém a imortalidade na academia. E nunca pela opção sexual de fulano ou ciclano. O fato é que isso não tem acontecido lá pelas bandas de Mato Grosso, mais especificamente na AML (Academia Matogrossense de Letras). O presidente da mesma diz que é ‘apenas o presidente’ e ‘não tem poder absoluto sobre isso’. Cabe a mim apenas...

Não é de agora que isso acontece, há tempos que ouço esse papo, e confesso que até entendo porque sei que o ser humano é mesmo ‘beneficiado’ de limitações, porém, não consigo aceitar que esse tipo de postura aconteça em pleno séc XXI, ainda mais porque a literarua, pelo menos ao meu ver, é uma arte que cria um território de extrema liberdade, onde tudo é [ou pelo menos deveria ser] liberado “libera geral, libera geral, então libera”.

Quantos escritores você conhece que não querem nem saber em ser politicamente correto ou não? Nesse sentido, surge uma certa ‘liberdade’ a qualquer escritor de discriminar fulano ou ciclano pela sua opção sexual? Surge aqui uma indagação!

Não podemos esquecer de que na história das artes vários artistas não tiveram o tal ‘comportamento exemplar’ e isso não tirou em nada o brilho de suas obras, a qualidade inegavel e o legado cultural que os mesmos deixaram servem como ‘provas’. Mas claro que isso não quer dizer que, nunca havera alguem pra dar uma ‘alfinetada’ nos mesmos.

Fico feliz por saber que a homofobia vai “se tornar” crime, e esses imortais e mortais que detem desse “mau” vão ter que engoliar seus desafetos sexuais, ai eu quero ver esses ‘machos’ tendo que se reprimir pra não serem ‘punidos’, essa merece até ser filmada.

Caros colegas, era básicamente isso que eu pretendia escrever. Os escritores constumam registrar em suas obras o tempo... E o “EU” blogueiro costuma fazer o mesmo, com palavras mais simples e humildes, e é isso, fica aqui minha “Visão Contrária” a essa atitude homofóbica. E eu ia até falar mais umas coisas aqui sobre hipocrisia no homosssexualismo, mas é melhor deixar pra lá, deixa eu cá ‘quieto’ sem falar mal da vida alheia...

Por DuDu Magalhães

terça-feira, 15 de julho de 2008

Pump it up



Mais uma vez estou aqui sem saber o que postar. Há tantas coisas que eu gostaria de escrever, falar mas principalmente... Sentir! Então me veio a cabeça um texto antigo que tinha escrito sobre “Pump it up”. E resolvi postá-lo.

“Minha Visão de Pump it up!

“Pump não reside apenas nos pés, músculos e na respiração, mas acima de tudo isso está na ‘energia’ que é usada, na determinação que o direciona e o sentimento que o guia.”


Esta filosofia pode ajudá-lo a alcançar uma prática de Pump mais profunda, se você desejar...

Eu sempre testo o melhor das minhas capacidades para sustentar e abrir minha mente. È importante não pensar quanto tempo levará para alcançar certo nível de musicas (15, 17, 20, etc), mas alcançá-las. Porém, você pode ter uma aparição divina amanhã e perceber que estava errado.

Sabe, as pessoas não devem olhar para traz e procurar por coisas que as outras disseram para usar contra elas. Por exemplo: se uma pessoa vê as coisas de uma nova maneira devemos perceber que ela cresceu. Não devemos olhar para o passado pra achar coisas que essa pessoa disse para contradizer o que ela acredita agora. O entendimento que esta pessoa tem nesse momento é o que realmente importa. Pessoas que estão “erradas” devem aceitar humildemente que estão erradas. Nada mais deve ser exigido dessas pessoas.

Pra mim, pump não é apenas mais um “Joguinho” que me proporciona um puta condicionamento físico, como também uma melhoria nos reflexos, agilidade, concentração, etc. Também não considero como muitos: “Um estilo de Vida”

Pump é como uma pratica esportiva, pois necessita de muita dedicação, persistência, e coragem. Sim, porque não é qualquer um que tem “peito” pra quebrar este paradigma de pump ser “Joguinho Pra Gay”.

Não tenho, nunca tive e nunca vou ter nada contra Homossexuais ou Bi. Sou Hetero, e não coloquem palavras na minha boca, dizendo que tenho “pré-conceito” ou qualquer coisa do tipo. Se tivesse nem andaria/seria amigo de alguns pumpers! xD~~ Mas isso não vem ao caso.

Bom, não jogo Pump pra ser melhor que fulano ou beltrano (salvo quando estou disputando um campeonato, etc). Jogo pra me superar a cada dia, e é isso que me atrai na pump, a magia de sempre poder me superar, sempre passar uma musica mais difícil, descobrir que se colocar o pé assim vai melhorar, que sou capaz de superar meus “limites”, descobrindo a cada dia que o que parecia “Impossível” está se tornando mais real, é tão bom quando a realidade é tão doce como nos sonhos!

Jogando pump fiz muitos amigos, conheci pessoas que quero telas pro resto da minha vida ao meu lado, e também fortaleci laços de amizades que já pareciam perdidas...

Enfim, Pump me da vida! Pump pra mim é como o Amor, é a Contemplação do “Abstrato”.

E há sempre um tipo maior de dificuldade que pode ser encontrada ou imaginada. Obviamente é sempre possível treinar até mesmo para as situações mais extremas (musicas fodasticas como: Dignity, Slan, Etc. (Crazy). Cabe a cada um definir os “limites” e objetivos pessoais.

Hist. Pessoal!

Meu espírito Pumper veio morrendo, cada treino eu treinava mais pesado, mas com menos paixão e amor, até ontem.. ontem fiz algo que a MUITO tempo eu não fazia, esqueci treino “Serio”, repetições e tudo mais, e simplesmente fiquei fazendo coreografias, dançando! de bobeira, como quem não quer nada, simplesmente curtindo toda evolução que ganhei até aqui, confesso que sou muito radical e extremista em relação aos treinos sérios, e não volto atrás disso, mas eu tinha esquecido de aproveitar um pouco, tudo que eu conquistei. estou feliz, lembrei do prazer de simplesmente dançar, não esqueci das minhas obrigações, dos meus treinos chatos e nada disso, mas lembrei que o mais importante nunca depende de fazer o que alguém faz, ou fazer mais que alguém, o que é bom, é simplesmente fazer.

E é isso povo, Tchau!”

Hehehe... Ainda jogo pump segue abaixo um vídeo de uma coreografia minha!






Por DuDu Magalhães

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Um certo dia viajando...
Em meus pensamentos encontrei
Uma cidade que nem um nome tinha
Curioso eu fiquei e nela entrei

Ao entrar estranhei, pois nela
As ruas não tinham nome
As casas não tinham Número
Mas a cidade era maravilhosa

Lá o dia demorava à anoitecer
Lá não havia luz elétrica
Lá não havia telefone
Lá não havia Tv

Um lugar diferente de
Tudo e por isso fantástico, era
Onde havia a natureza pura
Pedras, rios, riachos, cachoeiras...
Indo um pouco mais
Adiante encontrei:

Um povo feliz, onde todos eram
Unidos, onde as pessoas se vestiam como queria,
Uns nem se vestiam. Não encontrei crianças nas ruas pedindo dinheiro
Uma explicação encontrei: não havia dinheiro na cidade.

Eles se ajudavam cada um plantava algo
E viviam em uma perfeita harmonia, as crianças brincavam nas ruas.
E nas casas as janelas e portas viviam abertas ate mesmo ao anoitecer
Era gente que não parava de chegar na cidade

Mas a minha viagem acabou e o avião de volta peguei
Ao chegar ao mundo real um susto levei
Pois violência sem igual eu encontrei triste fiquei. Sonhando fiquei
Em um dia poder voltar lá na cidade e me perder...

"A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso para que eu não deixe de caminhar". Eduardo Galeano

Por Pedro Junior

domingo, 13 de julho de 2008

A Verdadeira Arte


Por Edilberto Magalhães e Karina Maria

Cuya bá é fenomenal
De arraial à capital
Seguiu aos passos de
Pascoal Moreira Cabral

Às margens do rio
Cuiabá surgiu
E do Beira Rio
A cultura se expandiu

Cuiabá é uma cidade envolvente
Com seu povo caliente
Centro do continente
Morada da minha gente eloqüente

Ah, minha gente
São coisas,
Coisas de minha gente
Olhar de esperança
Contendo lembranças
Dos tempos de criança
Que vivia a banhar
Nas águas do Cuiabá

Que sorriu ao 8 de abril
Quando o céu azul-anil
Abençoou a Vila que emergiu
À Viola de coxo o Ganzá se uniu
Casamento perfeito então surgiu

Nesta terra que pode até
Ter discoteca e muita festa
Nem tudo é diversão
Também há muita educação

Noite e dia tem Rasqueado
Dia e noite do pau-rodado
Que deixa o povo animado
E ao som de um bom cururu
Comem cabeça de Pacú

Que compram no mercado popular
Pois no rio, garrafas pet’s vivem a rodar
Impedindo nossa gente de pescar e nadar

Mas ainda há esperança
Somos frutos da mudança que virá
Basta apenas, lutar e acreditar

Em direção ao futuro que pra Cuiabá...
Segue obscuro e incerto
Este é o nosso manifesto de alerta
Para que você faça sua parte
Preservando... A verdadeira Arte.

quinta-feira, 10 de julho de 2008

As-tu vu?


Que ma vision
Que ma respiration
Que mon corps
Que mes gestes
Que mes pensées
Que mon bonheur d'être rayonne?
As-tu vu?
Que la lune a sourit de nouveau
Que l'étoile ne m'a même pas vu
Que l'amour ne possède pas de sens s'il n'est pas à imiter ton sourire?
Que presque personne ne peut conjuguer mes sens à exprimer mon amour pour toi,
Qu'il n'est pas nécessaire de sens!
As-tus vu ou as-tu sourit?


Por DuDu Magalhães

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Quem você é?

O que aconteceu com você?
Você esta mudada
Não é mais a mesma
E esta cara triste?


Mudar não é o problema
Seja o que você for ainda é quem é
Não tem que se preocupar com as pessoas a sua volta
Quem são elas pra dizer quem você é


Mudar não é o problema
Só não pode perder sua essência
Nós ainda somos amigos
Seja perto ou longe


E aqueles “amigos” que julgaram as suas mudanças
Não ligue!
Eles não te merecem
Quem te ama te entende


Se você esta calada
Anote os pensamentos
Se esta falante
Fale comigo


Eu sempre estarei aqui
Ninguém tem o direito de julga ninguém
Então não deixe que julgue quem você é
Eu sempre estarei aqui
Seja perto ou longe



Por: João Maluquinho.O

Saudade

Sentimento dito pela gramática como algo abstrato, que não podemos tocar, mas que assim como a filosofia pode ser perceptível pela mente, a grande mentora da imaginação que nos conduz para onde queremos chegar.


Lembro da minha infância das brincadeiras com os colegas, amigos que infelizmente alguns não caminham mais juntam comigo, mas estarão sempre vivos na minha mente, a lembrança dos bons momentos que passei com esses que partiram para um plano superior será guardada na lembrança, as coisas ruins ficará no passado. E sinto felicidade por sentir saudade, já que para existir saudade houve necessidade de ter acontecido coisas boas, maravilhas e marcantes.


Quando a chuva cai, ela nos ensina sempre, basta olhar com os olhos do interior da alma, sinta que a chuva para ser constituída muitas vezes no começo ela passa por um choque entre opostos, a frente fria e a frente quente, que faz “nascer” pequenas gotas, partículas que sozinhas são quase insignificantes, mas quando elas se juntam formam um dos maiores espetáculos do mundo a chuva.


Não só uma lição de união podemos absorver da chuva, cada gota, pingo que forma esse fenômeno pode ser a volta de quem enterramos, que foi para os céus e nos volta de uma outra forma como pingos de esperança, de alegria como nos dissessem. – Eu estou aqui encima te enviando um pingo do meu amor. Assim é a chuva, a água que evapora, forma as nuvens e volta para nos em forma de pingos.


Tome um banho de chuva faça parte desse ciclo, ela cairá pela sua mente e lá reavivara as boas e inesquecíveis lembranças daquelas pessoas marcantes que já passaram para um outro plano espiritual, dos amigos que você não vê a muito tempo, das brincadeiras de criança, do seu primeiro amor, ou mesmo aqueles que estão a todos os momento conosco, lembre do ontem, como foi maravilho e viva o hoje com perspectiva que será ainda melhor.



Enfim lembre-se dos momentos maravilhosos que a vida tratou de escrever para você, e viva a sua vida como uma eterna poesia, que cada vez que é lida transmite uma nova emoção para quem a lê. E lembre-se faça da saudade uma aliada para relembrar uma felicidade, não para acabar com a sua felicidade...

Por Pedro Junior

domingo, 6 de julho de 2008

passando uma MEME

Bom dia gente, recebi este MEME lá do blog lá da amiga Ana Paula para responder ao tema:

8 coisas que eu tenho que fazer antes de morrer:

1) Tomaria com calma meu café da manhã, porque é a refeição que mais gosto

2) Daria nossas diárias risadas com meus pais e os dois cachorrinhos dos micos do dia anterior, pois todo dia alguém faz alguma asneira, nem que seja um dos bichinhos e vira história pro dia sequinte

3) Ia jogar tênis, porque amo e estou esnrolando pra colocar na prática

4) Como sempre, rolaria como um bebê com meus cachorrinhos no chão e brincaria na linguagem dele, como faço todo dia e é bom demais

5) Diria eu te amo pros meus pais, agradeceria por tudo e pediria desculpas pelos meus erros, ainda que nem saiba mais quais são todos, o que não os surpreenderia porque já tenho o costume de fazer isso de vez em quando

6) Ah, daria um jeito de fugir pra alguma cidade do Nordeste e continuar minha luta de aprendizagem de surf, que coisa do paraíso!!!

7) Nossa, faria meu testamento: dois cãezinhos para serem cuidados pelas madrinhas deles porque o amor entre eles é recíproco e uns rabiscos de poemas ficaria com meu írmão, que, apesar de ser engeinheito, foi o primeiro a dar valor e nunca me deixou na mão, passou a se atualizar sobre poesia só pra me entender, sim , ele existe e é uma pessoa rara e preciosa, não só pra mim; aos meus pais eles já sabem, minha eterna gratidão e boa parte do meu coração são deles, não tenho mais nada mesmo pra poder deixar pra mais alguém.

8) Ia gastar uma nota no telefone ligando pra todo mundo que amo e mora longe, que coisa né? Gente que não gosta da gente , chatos e frescos sempre moram pertinho, mas a maioria dos que amo moram looooooongee, se desse ainda daria outra fugida pra minha maravilhosa cidade natal, a melhor do mundo!!! Uberaba. Lá meu time preferido é o Uberaba Esporte Clube, temos torcida organizada: eu, a Lu e a mãe dos jogadores :P


Repassando a meme pra:

- Epopéia

- Tv, cinema e música

- Macacumor


Té +, excelente semana pra todos‼
~

sábado, 5 de julho de 2008

O Que Te Faz Feliz?

Hoje pensando em o que escrever para o blog o que me deixa muito feliz, cheguei a uma reflexão, mas será o que nos faz realmente feliz?



Nós seres humanos que sempre nos auto-avaliamos como sendo seres inteligente, capaz de tudo, nos deparamos com questionamento que parece ser tão simples, mas na realidade não é, como definir o que vem a ser o amor, a felicidade?! Sabemos apenas viver eles, mas não conseguimos definir de formal correta, mas será o que é correto? Uma definição pra mim pode ser, mas pra você não.



Quando criança queremos ser adultos, quando adultos queremos ser crianças, quando estamos muito atarefados queremos férias, mas quando estamos em férias ficamos entediados querendo trabalhar, sempre estamos procurando algo que não temos e quando a encontramos, vivemos não é o bastante, já não importa mais, é banal.



É ser feliz não parece ser tão fácil assim, para muitos a felicidade esta em ter um carro do ano, uma boa casa de luxo, dinheiro, dinheiro, dinheiro, mas será que isso realmente trás felicidade? Para ser sincero acredito que não, mas não vivemos na mais na pré-história dinheiro é necessário, mas acho que ele é bom quando é o suficiente para ter uma vida digna.



Eu fico feliz por poder acordar todos os dias e ter mais um desafio a enfrentar, ao receber a energia do sol, ao ajudar uma pessoa idosa, ao ter saúde, paz, família, amigos, fico feliz quando vejo as pessoas que eu amo sorrindo, por fazer as pessoas sorrir, por ter um lar, fico feliz por ter a oportunidade de fazer muitas escolhas e a principal a de viver de uma forma sempre feliz, mesmo que para isso eu tenha que enfrentar um leão todos os dias.



Mas afinal o que te faz feliz? O que te motiva a viver? O que vem a ser felicidade? Porque temos a necessidade de sermos feliz? São tantas as interrogações eu as simplifico, que de formal geral basta ser sempre nos mesmos, pois viver em conflito com nós mesmo não da para viver...



Por Pedro Junior

sexta-feira, 4 de julho de 2008

O sem-sentido na Psicanálise


Lacan dizia, em 1949, que a loucura seria algo vivido inteiramente no registro do sentido - definição feita a partir do delírio, que seria uma reconstituição do sentido perdido pelo sujeito lá onde ocorreu uma dissolução imaginária do mundo. Para Freud, isso ocorria quando o enfermo retira das pessoas e do mundo externo todo seu investimento libidinal(de energia), fazendo com que tudo se torne indiferente e como se não houvesse relação alguma com ele- o delirante, eis porque ele sente esta necessidade urgente(tentativa de cura) de explicar para si o universo- aqui começa a elaboração do delírio.

Esse trabalho de explicação do universo é o único meio pelo qual o sujeito pode voltar a encontrar sentido pra sua vida. Sentido esse que está fora daquele entendido pela norma simbólica do Complexo de Édipo, norma que rege a busca do sentido nos neuróticos, ligada à sexualidade basicamente.

O sentido seria a "categoria do imaginário que responde ao significante que é do registro simbólico. O efeito de sentido é produzido pela fixação de um significante a um significado."(Quinet) Quando pego um objeto e o nomeio, construo uma representação desse objeto na minha mente( o objeto seria mais ou menos o significante, enquanto a representação que construo a partir dele seria o significado, por exemplo). Assim, quando me deparo com o nome 'objeto' novamente, imediatamente o associo àquele objeto. Essa representação imediata do objeto é o que Kant chama de intuição.

Os fenômenos de sentido se apóiam na função simbólica da linguagem e essa divisão entre significante e significado é o que se usa pra tentar explicar a psicose pela ótica lacaniana. Na neurose, a intervenção da funçao paterna e introjeção da consciência moral e da "lei que proíbe o incesto" possibilita que o sujeito produza uma significação da sexualidade(diferente de sexual, mais no sentido de energia, interesse) e seus investimentos que o guiarão em seu desenvolvimento e suas buscas até a idade adulta.

Já na psicose, esse processo falha e o sujeito não consegue articular essa simbolização. Então encontramos na psicose as construções produzidas por essa falha, o inconsciente fica como a céu aberto e há prevalência do significante. Entre essas construções estão a alucinação verbal(há o modelo do significante desprovido de significado, de sentido inteligível pela sociedade) como os pássaros miraculados de Schreber que não conhecem o sentido das palavras que enunciam; também os fenômenos da alusão, da perplexidade e da intuição - formas que o sujeito tenta trazer de volta ao Real os significantes a que não conseguiu atribuir significado, sentido, não conseguiu simbolizar. Seria o delírio, como formação imaginária, que traria sentido(ainda que não entendido pela sociedade) aos significantes que forçam sua volta ao Real.

"O sentido de um sintoma na neurose como na psicose não é um sentido comum - não há senso comum para o sintoma - ele é sempre singular. Por isso a psicanálise é o avesso do discurso do mestre que produz o senso comum, o sentido partilhado. A psicanálise deve levar o sujeito a produzir seu proprio sentido que não é comum. Se o sentido é imaginário, o imaginário não é pura imaginação, o imaginário dá consistência ao Real. O imaginário dá o efeito de sentido exigido pelo discurso analítico: efeito real."(Quinet, in: Teoria e Clínica da Psicose)

O sentido se opõe ao equívoco, pois é sempre unívoco, singular, caracteristica do imaginário que detém a ambiguidade enigmatica do significante que retorna ao Real através dos fenômenos psicóticos.

~

terça-feira, 1 de julho de 2008

Ah... uma viagem!


Minha alma é louca e apaixonada
Deixaste o mundo físico pra ir viajar
D'uma idéia à outra, pára pra amar
No mesmo lugar, estacionada

Anos-luz da concretude, lá vai ela
Neste corpo sentado, esquecido
Aquele moço alado, tão querido
Desejado, admirado pela donzela

Há um doce vôo no coração
Há um doce vôo no desejo desabrido
Há um doce vôo na fina mão

Porém - que coisa! - era da alma
Unida ao coração que eu falava, dolorido.
Não dessa estanque mão, tão calma...