sexta-feira, 13 de junho de 2008

Reflexão após ver o filme japonês ''BARAKA''

por: Tania Montandon







trailer do filme (2 minutos)

O filme transmite idéias sobre o que acontece em todo o mundo, a diversidade de raças, crenças, comportamentos, culturas em geral. Mostra aspectos existentess no islamismo, no budismo, no cristianismo e no judaísmo. Há a presença dos quatro elementos básicos da Terra: fogo, ar, terra e água.

Percebe-se a evolução do ser humano, a criação da cidade grande, acarretando uma sociedade cada vez mais competitiva. Há várias contradições relativas ao desenvolvimento da inteligência humana, vista que o homem torna-se capaz de produzir obras fantásticas, contudo ignora graves problemas ecológicos, a fome, a luta pela sobrevivência...

Como exemplo, uma árvore que leva cerca de cem anos para se desenvolver é destruída em um minuto pela serra elétrica. O ser humano abusa de seu poder natural destruindo inconsequentemente a Natureza.

É no mínimo curioso como uma espécie tão dotada de inteligência divide restos de alimentos de um lixão com vira-latas e ratos.

No Japão, a mentalidade obsessiva por trabalho e progressos tecnológicos mecanizam as pessoas e reprimem suas emoções, justificando talvez seu maior índice mundial de suicídios.

O progresso é importante e fundamental para o desenvolvimento e satisfação dos indivíduos, pois estes estão sempre em busca de algo mais para melhorar sua qualidade de vida, para ter um sentido pra prosseguir, criar, procriar. No entanto, além de criar é mister preservar as riquezas naturais e ficar alerta para que não acabem ou o processo de evolução sucumbirá.

15 comentários:

Christiane disse...

Não vi o filme, só o trailer, mas esse texto, além de estar muito bem escrito, com uma linguagem clara e objetiva, consegue nos passar uma visão geral de como caminha a humanidade no Japão, e no mundo em geral. Tania Montandon transmite, com extrema fluência, o paradoxo que é o ser humano, dividido entre a evolução evidenciada pela mecanização e a "mendigagem" em seu nível mais primitivo e até selvagem.

Maximus (dm) disse...

Meu Deus...

O filme parece ser de mais, se conseguiu encontra meu ponto fraco, os filmes assim são os preferidooos..

Com uma boa historia, imagens e uma trilha sonoraa showw.. se alugou a esse filme? ou achou na internet..

Gostaria mtu de assistir ele..

______________________________
www.conquistadoresdm.blogspot.com

Nina Ferreira disse...

40Um filme sobre verdades incovenientes, hein?! Adorooo!

Boa dica!

Beijão.

ღ mey ♥¨`*•.¸¸.•*´¨♥ღ disse...

não vi o filme e não me pareceu interessante, mas ainda bem q gosto não se discute
hehe

bj

Elton D'Souza disse...

O homem é isso, essa contradição. Evoluindo e criando ao mesmo tempo que destrói a natureza.

Falta racionalidade ao ser considerado racional.

http://cienanosdesolead.blogspot.com

iti disse...

parece ser um filme bem interessante..
seu texto explicativo do filme me fez despertar interessem em velo


http://lhmartins.blogspot.com/

rosangela disse...

Parece muito bom!!

Vou procurar saber mais e ver o filme!!

abç..

Seduction disse...

Não vi o filme, mas parece ser legal. Eu sempre pensei nisso. A nossa intigência é algo duvidoso. Fazemos tudo para que a cada dia a gente possa viver com mais comodidade. Só que em pouco tempo a gente não vai ter mais dia-a-dia.

DAN disse...

Já ouvi falar muito bem desse filme,
não vou opinar pq não vi, hehe, mas pretendo em breve, valeu pela dica!

http://www.pontodcom.blogspot.com/

Anônimo disse...

Tania, vc tem o dom de sintetizar e descrever um tema de maneira clara, objetiva, com textos inteligentes e bem escritos como este.






























Tania, voce tem o dom de sintetizar e descrever um tema de uma maneira clara e bem escrita como este texto. Por este e muitos outros motivos continuo sendo sua Ad Mira Dora

Rodrigo disse...

Não conheço o filme, mas parece ser uma boa escolha.

Giovanna. Prazer! disse...

texto muito bom
as pessoas hoje só querem seu
bem estar, e esquecem que amanhã
tudo isso pode ficar muito pior -.-





www.sorrisosdeplasticos.blogspot.com

Anônimo disse...

Seu artigo provocou bons comentários. O tema é atual.O homem tem realmente uma "Visão Contrária" sob o aspecto de preservação.Um abraço, @m

Karina Maria disse...

"O progresso é importante e fundamental para o desenvolvimento e satisfação dos indivíduos, pois estes estão sempre em busca de algo mais para melhorar sua qualidade de vida, para ter um sentido pra prosseguir, criar, procriar. No entanto, além de criar é mister preservar as riquezas naturais e ficar alerta para que não acabem ou o processo de evolução sucumbirá."

Resumiu tudo que eu queria falar :P

O texto está ótimo! Como sempre...

Mas isso tudo se resume ao que você disse no início, o ser humano se tornou muito individualista... Pensa em si mesmo e não nos outros e pensa que seu fim está longe... O que virá depois não lhe importa! Só pensa no agora. Lucrar é a sua principal preocupação...

Anônimo disse...

Desculpe, mas Baraka não é um filme japonês, e sim tem origem nos EUA.