domingo, 4 de maio de 2008

Dúvidas de uma vestibulanda

Eu achei que o título não estava apropriado para o momento, mas ficou ele mesmo. Sim por que eu não tenho dúvidas com relação ao que vou decidir. Permitam que eu me apresente: Sou Melissa Ramos*, 17 anos, e estou tentando ingressar em uma faculdade este ano. Se eu já decidi o curso? É CLARO que já. Falo isso com convicção no que estou dizendo, achei onde eu tenho vocação. Foi difícil, mas eu decidi.

Digo que foi difícil, pois desde pequena pensei várias carreiras até escolher a atual. Vou lhes dizer: eu quero ser uma famosa e competente fisioterapeuta. Bom, decidir isso foi simples: eu juntei meu talento pra massagem com o talento pra psicologia e pimba! Serei fisioterapeuta. Aí tu me pergunta: Você tem certeza?

Puxa, agora tu me pegou. Na realidade, eu não tenho certeza. Um dia desses, procurando a universidade federal que vou fazer, me decidi em fazer na Universidade Estadual de Londrina, a UEL. Até aí, ótimo, a cidade é muito bela, a universidade também. Quando eu olhei o sistema de provas, fiquei alegre, e senti que deveria me esforçar muito: você faz três provas no total, sendo a última prova (se você chegar lá), a de habilidades específicas. E sabem qual eram as habilidades específicas de Fisioterapia? Física e Biologia. Nossa, desanimei na hora. Eu adoro Biologia, mas Física? Não é que eu não gosto da Física. É ela quem não gosta de mim. Eu tento entender, mas simplesmente não entra na minha cabeça.

Enfim, definitivamente não dá pra eu fazer um curso de uma matéria que eu não domino, certo? Errado. Eu posso aprender Física. Ou não. Mas deixa isso pra lá.

Estive pensando em fazer Psicologia mesmo. Minha família me dá a maior força, eu acho que levo jeito pra coisa, não é uma coisa muito difícil, e eu posso conseguir dinheiro com isso. Tá aí, perfeito! Vou ser psicóloga. Aí vem a maldita pergunta: Você tem certeza? Não, eu não tenho. Primeiro que minha família toda me dá apoio, menos o meu pai. Ele jamais aceitaria isso, não ia me impedir, mas também não ia me apoiar. Menos mais uma opção. E pra agradar o meu pai, já sei o que eu poderia fazer: Direito.

Nossa, se eu optasse por Direito, ganhava carro, pensão e um apartamento beira-mar onde eu quisesse do meu pai. Essa é a maior vontade dele: ser advogado. Mas para aí: essa não é a minha vontade! Eu não gosto de ler sobre leis e essas coisas todas que os advogados estudam! Não é isso que eu quero! Se bem que eu até tenho uma voz legal e sei defender meus argumentos. Tá, isso não é o suficiente. Pensando bem...

Eu poderia fazer Medicina. É, ia ser legal! E eu não tenho nojo de sangue! Brilhante! Mentira, não é brilhante. Não é isso que eu quero, vai que eu não passe na prova? Então que tal se eu fosse Nutricionista? E que graça ia ter ficar receitando remédio para as pessoas comerem (ou vice-versa)? Bom, então eu podia fazer algo relacionado a Informática! Isso dá dinheiro à rolé! E quem disse que o dinheiro vai me fazer feliz?

Eu tentei, mas eu não consegui me decidir. Estou totalmente frustrada com isso. Por quê? Eu não podia simplesmente ser um gênio em Matemática, ou fazer desenhos simplesmente perfeitos, ou saber Biologia dos pés a cabeça?

Mas eu tenho um dom, é, eu levo jeito pra alguma coisa. Tá aí, descobri! Me decidi! Lá vai: vou fazer Jornalismo.

É tudo o que eu quero! O que eu mais faço: ler e escrever. Meu hobbie: escrever. Minha qualidade: falar bem. Perfeito! E antes que você pergunte, sim, eu tenho certeza!

Agradecida,

Mellisa R.


__________________________________________________________
Resposta de uma vestibulanda para a redação:
O que você quer ser?

*nome e história fictícias
Abraços e desculpem pelo sumiço^^

8 comentários:

Uriel Gonçalves disse...

texto magnifico O.O
eu tive os mesmo problemas, não com as mesmas matérias e tal...
mas eu já quis Engenharia, Educação Fisica, entre outras... fiquei entre jornalismo e relações publicas, fiz dois vestibulares, passei no de jornalismo e to feliz \o/
ahusauhshuashuahus

DuDu Magalhães disse...

As pessoas costumam dizer que eu sou inteligente, mas eu sei que isso não garante a minha vaga na universidade. Ai você me diz:"Mas Dudu você ja estana universidade,faz Turismo" E eu te respondo..."Mas essa não é minha vocação, sei que não nasci pra isso,mas eu gosto e pretendo me formar"

BOm, eu nunca fui tão estudioso. Eu posso até dizer que tudo o que eu sei é graças à internet. Na escola eu só aprendi a ser lesado. É por isso que eu escrevo, se eu fosse um cara “famoso” eu não teria que apelar ao blog para fazer o mundo perceber que eu também tenho idéias e sentimentos como qualquer um.

Talvez isso tenha sido bom, pelo menos eu descobri algo que gosto de fazer e as pessoas dizem que eu faço bem: ESCREVER.

Outra coisa que eu gosto de fazer, e dizem que faço bem, é ENSINAR. Os meus amigos mais próximos costumam me perguntar tudo o que eles não sabem, porque eles têm certeza de que, caso eu saiba, vou explicar direitinho até entenderem.

Eu me sinto muito bem quando termino de dar uma explicação e percebo que fui bem compreendido.

Eu poderia ser o aluno favorito de todos os professores, aquele que só tira 10, faz os melhores trabalhos e vai ser médico quando crescer... Bastaria eu ser estudioso, mas não... Eu sou lesado.

Eu nunca quis ser jogador de futebol, mas já quis ser astronauta, policial, criador de canguru, engenheiro, chefe de cozinha, técnico em informática, etc. Quando eu descobri que gosto de escrever surgiu a idéia de ser jornalista, mas se eu agregar as minhas duas habilidades [escrever e ensinar] eu posso ser um ótimo professor de Português, Literatura, Redação, Inglês e tal... Além de que o curso de Letras é bem menos concorrido do que Jornalismo...

Enfim, penso que tenho dom pra ser escritor, mas gosto de Turismo, amo física e jornalismo, embora sonhe em ser criador de Canguru algum dia...

vá entender!

Jana Moraes disse...

Li o texto todo, pedindo que pelo amor de Deus vc escolhesse o jornalismo...
Ufa...
Muito bom, passa no meu quando der.

http://macacomlimao.blogspot.com

http://jornalboanoite.blogspot.com

http://macacomlimao.blogspot.com

****************************** Jeferson Braga disse...

Ufa, quanto questionamento. A vida é mais simples e gostosa de ser vivida quando eliminamos algumas questão.

Tania Montandon disse...

hehehe, ficou tão bom que eu podia jurar que não era fictício! Sabe que eu me vi aí quando estava nessa época? Com essas questões todas, certo descontentamento por causa das pressões injustas, achando-me nova demais pra saber exatamente e "com certeza" de que coisa fosse,rs . è uma ótima oportunidade dos brasileiros refletirem nosso sistema educacional, que, sinceramente, dá uma vergonha daquelas xD
Parabéns pelo texto perspicaz, instigante e inteligente!
bjo =*

Aventureiro X disse...

Gostei, eita tempos bons viu?
Eu estou no quinto periodo de fisio e garanto que não é só massagem não viu? na verdade é a área que menos pretendo mexer...rsrsrs Mas jornalismo é excepcional. Parabéns pela escolha, e pelo texto. Ele me remete a certeza de que está no caminho certo!

Patrícia Andréa disse...

Putz, mas ás vezes as pessoas nunca sabem oq realmente querem ser... É difícil... Pq essas opções todas, por mais variadas q elas sejam, elas limitam oq vc pode ser, não só como profissional, mas tb, e principalmente, como ser humano.
O melhor é viver d ser vc mesmo, não importando se vc faz/fez faculdade ou não, q curso fez, etc...
Pois é, já deu pra perceber q eu sou avessa ao vestibular/e a faculdades tb (apesar d estar em uma) (claro q educação é importante, mas pq eu tenho q decidir e limitar oq quero ser? Sem falar q preciso mostrar tdo oq acham q eu sei pra tentar entrar nessa facul...)...

Bjus

http://blogdapattyandrea.blogspot.com

APaula Campos disse...

Eu só tenho uma coisa a dizer, essa dúvida não vai passar nunca, e quando vc estiver no 5º semestre vc vai se perguntar se vale a pena se formar ou se vai mudar. Eu conheço pessoas q fizeram 3 cursos até escolher o definitivo. Eu faço adm, n me arrependi, mas tb não tenho certeza. Vou me formar em adm mesmo, já o mestrado....ainda não tenho certeza.

APaula
http://ofedor.blogspot.com