sexta-feira, 30 de maio de 2008

não te quero









Não te quero com um buquê das mais lindas rosas,

Que eu o possa sentir e embriagar-me na fragrância.

Não te quero como o príncipe dos meus sonhos juvenis,

Que eu durma beijando tua terna face e acorde chorando por não ter sido milagre.

Não te quero como o grande homem de caráter e carisma invadindo meus pensamentos à revelia,

Que eu só jamais apreciaria a sua beleza e sentir o seu perfume por não passar de um delírio, sim, porque só seria sonho se fosse a dois.

Não te quero como minha fonte favorita de alegria,

Que eu só poderia lembrar aquele primeiro sonho e depois chorar ao acordar, sem consolo ou razão, apenas com meu tolo coração.

Quero-te como um homem verdadeiro,

Que seja amigo quando puder e consiga tolerar a expressão do que você sempre soube provocar.

Quero-te também como o mistério que desconheço,

Que não vá embora quando por ventura perder uma esperança e a vontade de vencer, porque a minha escuridão seria quando fizesse isso e me deixasse sem nada saber.

Quero-te como o vinho,

Que mesmo não sendo sua presença diária e constante, possa aparecer corajosamente contrariando regras morais e transformar meu sofrer em prazer, sem corpos ou gozos, apenas corações semi-iguais.

Não alguém que eu conheça ou pense conhecer, mas o único que saiba ser inteiro sem se esconder, cujo nome poderia eu dizer...




quinta-feira, 29 de maio de 2008

Quero-te


Não te quero com um troféu,

Que eu o coloque na estante e me gabe da minha conquista.

Não te quero como meu brinquedo favorito,

Que eu acordo e durmo com ele e a primeira falha o jogue fora.

Não te quero como uma flor rara,

Que eu só poderei aprecia a sua beleza e sentir o seu perfume uma vez ao ano

Não te quero como minha roupa favorita de festa,

Que eu só irei usá-la nos bons momentos, e guarda-la num cantinho.

Quero-te como o nascer do sol,

Que enche todas as minhas manhãs de alegria e dai me animo pra viver.

Quero-te também como o por do sol,

Que vai embora, mas me deixa a esperança e a vontade de vencer a escuridão que é sua falta.

Quero-te como a água,

Que mesmo não tendo o sabor das bebidas mais caras, mata a minha cede de viver.

Alguém que eu já conheça ou venha a conhecer...

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Palavra, salve-me!

Ia chegando ao consultório do analista...
- E aí, o que está te incomodando?
Pensei, recordei, refleti, nomeei, questionei em silêncio:
- Angústia?! Mas tudo aquilo que senti, de formas tão diversas, toda aquela intensidade, a insuportabilidade, a sensação do mundo caindo sobre minha cabeça em pedaços, era "só" angústia?! Essa palavrinha tão banal que todos usam no cotidiano como usam um "oi" ou um "até logo"? Não pode ser...

- Doutor, o senhor tem lápis e papel aí?
- Sim.
- Então anota pra calcular certinho: pega a palavra "angústia", multiplica por cinco, eleva o resultado ao cubo. Anotou?
- Ok. Continue.
- Bom, agora põe fatorial e calcula por favor.
- Humn...
A testa do médico franziu, seu olho diminuiu, a pupila dilatou, a mão no queixo e o olhar massacrante sem piscar me empurrando pra parede com toda aquela força que só ''eles'' possuem... Isso sem olhar novamente pro papel, até que fez aquela postura de relaxamento, desfranziu a testa e saiu de seu ''transe''.
- Ufa, esse cara é sádico? Pensei com meus botões... e então perguntei, já que ele nada disse.
- E aí, doutor? O que deu?
- Interessante! Bom, moça, pelos meus cálculos, risperidona 8mg.

_ ui! Saravá! Nunca mais voltei lá.

=P

por: Tania Montandon

domingo, 25 de maio de 2008

Não Sei!


Não sei o que te fiz

Só sei que você deixou uma cicatriz

Não estou bravo contigo

Mas você está comigo.


Não sei por quê

Eu fico a perguntar

Por quê?


Sou fiel

Eu te amo

Eu nem reclamo

Das vezes que você me magoou

E me deixou desamparado


Só quero que saiba

Ninguém vai te amar

Como eu te amo, Amor!


Sou seu "lesadinho"

Seu eterno amor

Seja lá o que for.

Sou seu, hoje e sempre.



Por DuDu Magalhães

sábado, 24 de maio de 2008

Ex-sistir


Miséria humana do limite e impotência
Fadado à morte como um repugnante verme
Homem perecível, imprevisível
Submete-se à lei natural - paciência

Não obstante, reflete sobre si
Escolhe caminhos, altera o mundo
Compara-se a um deus, aprendiz
Protela seu fim, enfeita seu fundo

Paradoxo do postar-se na vida
Expressão de um mistério individual
A refletir-se no desenvolvimento carnal

Coragem e flexibilidade adquiridas
Para produzir fenômenos criativos
E aliviar os tormentos negativos


por: Tania Montandon

~

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Mas sinto que não posso esperar


Tenho todo o tempo do mundo
Mas sinto que não posso esperar
Pois o infinito só é real para as borboletas

Há tantas cosias que temos em comum
Mas me da um medo dizer...
Que perdi-me tantas vezes no ar
Deixando o vento me levar

Talvez seja bom ser um ignorante, não saber quando vai morrer.
Eu sei, sei que estou morrendo, cada dia mais
Quem sabe assim eu consiga voar

Sabendo quem eu sou, não vou morrer de dor
E escrevendo numa tarde quente, como de costume aqui em Cuiabá-MT
Tento espantar a solidão em meus pensamentos
Escrever talvez seja uma forma de viver pra sempre.

Porém, sei que tenho um encontro marcado
E não posso esquecer o que tenho que fazer
Todas as coisas que eu poderia viver
Tudo o que eu poderia escrever, as noites que eu poderia
Andar de mãos dadas olhando para as estrelas

Sabe, tem um mundo ao nosso redor que não conhecemos.
Em minha breve vida pude conhece-lo e posso dizer - é maravilhoso-

Preciso antes de partir dizer que te amo
Que minha eternidade prometida esta contida
– talvez escondida nessas palavras –

E eu que sempre sonhei em mudar o mundo
Deixei ele me mudar
Vendo o tempo passar, me concentrando e pensando...
No que de mim vai ficar

Se algo vai ficar...
Talvez meu amor fique, a magia do meu amor.
Que se o mundo tivesse percebido...
Ah, se o mundo percebesse que existo,
Tenho sentimentos como outro qualquer
Que meu sonho pode não ser tão “importante”
Mas é meu sonho.

E nele, sei que tenho todo tempo do mundo
Mas sinto que não posso esperar.

Por DuDu Magalhães

sábado, 17 de maio de 2008

Pequeno teste: quatro personagens!

.
Três amigos resolveram sair para jantar e colocar as novidades e fofocas em dia, já há algum tempo não se encontravam. Um deles iniciou a conversa, questionando:
- Vocês, meus prezados companheiros e digníssimos cidadãos desse país, não acham que a população em massa está envelhecida?
O outro inspirou profundamente e retrucou:
- A velhice é um estado de espírito e não pode ser analisada friamente, apenas somando os anos vividos. O que deve ser ressaltado é a mentalidade das pessoas. A idade cronológica conforme o calendário em vigor envelhece o corpo, no entanto abandonar um ideal envelhece a alma.
Um garoto aproximou-se pedindo para vigiar o carro. O iniciador da conversa perguntou-lhe:
- Você, representante do futuro da nossa nação, o que pretende ser quando crescer?
- Um cara bacana dotô, com a galera de amigo tudo legal pra carai sempre no redó de mim!
O terceiro homem, que ainda não se havia pronunciado, aconselhou ao pimpolho:
- Então vê se não procura amizades no campo da política e da filosofia...
xD~
* Veja se consegue identificar quem é o filósofo, o político, o humorista e a criança: essa é pra você!

por: Tania Montandon
.

terça-feira, 13 de maio de 2008

Meu pedaço de papel
É tão puro e belo quando este céu

Meu pedaço de papel
É doce e ingênuo quanto seu veneno

Meu pedaço de papel
Tem tanto poder sendo meu lazer

Meu pedaço de papel
Fala sozinho, comovendo até seus vizinhos.

Meu pedaço de papel...
Esta acabando!
Mas meu dia...
Apenas começando.


Por: DuDu Magalhães

segunda-feira, 12 de maio de 2008

CAROL


Minha arte fala por si só!
Por João Maluquinho.O

sábado, 10 de maio de 2008

Crianças...

por: Tania Montandon

Sentada na calçada, descalça e esfregando os olhos com as mãos sujas de terra, chorava, chorava, chorava por horas a fio a garotinha que parecia ter por volta de cinco anos de idade. Não, não era uma criança abandonada, espancada ou perdida. Estava bem em frente a sua casa e deixando os irmãos, pai, mãe, tios, primos, desorientados sem saber o que tinha acontecido e já tinha passado um bom tempo e nada da menina se cansar do choro sentido. É verdade também que a pequena já era famosa nessa área de manhas e choros. Então uma tia, a mais impaciente, andando de um lado para o outro da casa, decidiu que resolveria a situação. Sua testa não parava de suar de tanto caminhar pra lá e pra cá. Nessa época os refrigerantes e chocolates eram um luxo muito raro e somente oferecido em ocasiões especiais. Porém, essa tia impaciente trabalhava na fábrica de guaranás e sempre tinha prestígio com a garotada porque ela que distribuía os doces e refrigerantes nos aniversários e demais festas. Nesse dia, por impulso e contrariando as regras, pegou um guaraná pequeno, furou a tampa lavada, enfiou um canudinho e levou pra menininha chorando. A garota na mesma hora parou de chorar, soluçou, pegou a geladinha guaraná agradeceu e começou a beber. Ufa!!! Todos, antes contrariados, deram os parabéns para a sabida tia e até as outras crianças nem ficaram com ciúmes pedindo pra elas também, tamanho era o estresse geral na casa. Todos voltaram a rir, conversar e esperavam que ao terminar o refrigerante ela estaria de volta dentro de casa. Para a surpresa geral, a molequinha terminou calmamente seu guaraná, colocou-o ao lado com cuidado para deixar a garrafa em pé, lambeu os beiços e disparou a chorar mais alto que antes. Pronto! A confusão dentro da casa recomecou, uns queriam ir lá gritar e mandar calar a boca, mas a maioria não deixou, afinal era uma criancinha pequena e claro que tinha suas razões pra tanta choradeira. Como o tempo não passava, os ponteiros do relógio pareciam congelados e os berros não diminuiram, o jeito foi usar a arma infalível, a carta que sempre se tem por baixo das mangas para emergências como essa. Foi a vez da tia mais adorada da criançada, porque ela era muito compreensiva, paciente e tinha muito carisma. Sentou-se ao lado da menina, tentou um cafuné e quase caiu pra trás com a altura que o berro chegou. Tudo bem, resolveu conversar. Puxa, você deve estar sentindo muita dor, coitadinha da sobrinha mais linda da titia. Quem ou o que foi que fez essa barbaridade com a minha princesa? Por que você está chorando? A menininha fez uma cara meio assustada, engoliu o choro, soluçando e com a face lambuzada de lágrimas, suor, terra e guaraná e foi se acalmando. Então, ainda soluçando alto, olhou para a tia e disse: nã...glup...o...n~.glupão..glup...não...glup..s..glup...seglup...sei..glup

^^

sexta-feira, 9 de maio de 2008

o que é um herói?

Quando eu era criança meu sonho era ser um herói, herói do tipo que podia voar como o super-homem, andar nas paredes e pular de prédio em prédio como o homem-aranha,ser rápido como o flesh. Ser um herói pra mim era ter super poderes e como toda criança eu achava que podia ter, e então seria um herói tal como esses citados.

Hoje eu consigo fazer coisas que eu nunca pensei que iria consegui fazer, mas isso não me tornou um herói, na verdade, descobri que ser herói não tem nada a ver com super força ou andar sobre as paredes, vi que um verdadeiro herói não precisa disso, ele faz o que tem que fazer sem se preocupar, e acima de tudo, faz sem espera nada em troca, nem dinheiro, nem gloria. Um herói é aquele que te estende a mão quando ninguém mais quer, e quando vê você por baixo faz uma idiotice só pra você ri, é aquele que nem sempre segue a razão e sim o coração.

Hoje eu sei que a minha volta existem vários heróis que ninguém repara, mas eu agradeço a cada um deles que me ajudou, aqueles que quando me viram por baixo estavam lá, eu posso dizer também que todos nós podemos ser heróis, é uma coisa tão simples, mas que para muitos pesa tanto, e é disso que torna um herói um ser tão grandioso, porque é fácil dizer que a sua vida é ruim, mas abri os olhos pra ver quem está precisando de verdade é tão difícil que sobra para os verdadeiros heróis o trabalho.


Por:João Maluquinho.O

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Tu-És...


Tu-és tempestade furiosa
Que minha vida sacode
Tu-és cascata gloriosa
Que minha alma refresca

Tu-és luz incandescente
Que ilumina os meus dias
Tu-és calor que aquece meu sentir
Tu-és o mar que purifica a minha pele
Que banha minha alma de desejos...

Tu-és luar que me desperta paixão
Tu-és o norte que orienta o meu caminho
Tu-és a estrela que me guia.

Tu-és cinza da qual renasci
O despertar para o qual eu sorri
Tu-és a fonte que me da o de beber
Tu-és simplesmente...
O amor!
O amor que completa meu viver.


Por: DuDu Magalhães

terça-feira, 6 de maio de 2008

Bóris x DuDu Magalhães



[O CONTEÚDO DESTA POSTAGEM FOI REMOVIDO COM O INTUITO DE PRESERVAR A INTEGRIDADE FÍSICA DO AUTOR]


Ps: Bóris é o cachorrinho da minha namorada
Pps: ELe não gosta de mim

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Por: Joao Maluquinho.O Mais uma das coisas que eu gosto de fazer...
...Desenhar!

domingo, 4 de maio de 2008

Dúvidas de uma vestibulanda

Eu achei que o título não estava apropriado para o momento, mas ficou ele mesmo. Sim por que eu não tenho dúvidas com relação ao que vou decidir. Permitam que eu me apresente: Sou Melissa Ramos*, 17 anos, e estou tentando ingressar em uma faculdade este ano. Se eu já decidi o curso? É CLARO que já. Falo isso com convicção no que estou dizendo, achei onde eu tenho vocação. Foi difícil, mas eu decidi.

Digo que foi difícil, pois desde pequena pensei várias carreiras até escolher a atual. Vou lhes dizer: eu quero ser uma famosa e competente fisioterapeuta. Bom, decidir isso foi simples: eu juntei meu talento pra massagem com o talento pra psicologia e pimba! Serei fisioterapeuta. Aí tu me pergunta: Você tem certeza?

Puxa, agora tu me pegou. Na realidade, eu não tenho certeza. Um dia desses, procurando a universidade federal que vou fazer, me decidi em fazer na Universidade Estadual de Londrina, a UEL. Até aí, ótimo, a cidade é muito bela, a universidade também. Quando eu olhei o sistema de provas, fiquei alegre, e senti que deveria me esforçar muito: você faz três provas no total, sendo a última prova (se você chegar lá), a de habilidades específicas. E sabem qual eram as habilidades específicas de Fisioterapia? Física e Biologia. Nossa, desanimei na hora. Eu adoro Biologia, mas Física? Não é que eu não gosto da Física. É ela quem não gosta de mim. Eu tento entender, mas simplesmente não entra na minha cabeça.

Enfim, definitivamente não dá pra eu fazer um curso de uma matéria que eu não domino, certo? Errado. Eu posso aprender Física. Ou não. Mas deixa isso pra lá.

Estive pensando em fazer Psicologia mesmo. Minha família me dá a maior força, eu acho que levo jeito pra coisa, não é uma coisa muito difícil, e eu posso conseguir dinheiro com isso. Tá aí, perfeito! Vou ser psicóloga. Aí vem a maldita pergunta: Você tem certeza? Não, eu não tenho. Primeiro que minha família toda me dá apoio, menos o meu pai. Ele jamais aceitaria isso, não ia me impedir, mas também não ia me apoiar. Menos mais uma opção. E pra agradar o meu pai, já sei o que eu poderia fazer: Direito.

Nossa, se eu optasse por Direito, ganhava carro, pensão e um apartamento beira-mar onde eu quisesse do meu pai. Essa é a maior vontade dele: ser advogado. Mas para aí: essa não é a minha vontade! Eu não gosto de ler sobre leis e essas coisas todas que os advogados estudam! Não é isso que eu quero! Se bem que eu até tenho uma voz legal e sei defender meus argumentos. Tá, isso não é o suficiente. Pensando bem...

Eu poderia fazer Medicina. É, ia ser legal! E eu não tenho nojo de sangue! Brilhante! Mentira, não é brilhante. Não é isso que eu quero, vai que eu não passe na prova? Então que tal se eu fosse Nutricionista? E que graça ia ter ficar receitando remédio para as pessoas comerem (ou vice-versa)? Bom, então eu podia fazer algo relacionado a Informática! Isso dá dinheiro à rolé! E quem disse que o dinheiro vai me fazer feliz?

Eu tentei, mas eu não consegui me decidir. Estou totalmente frustrada com isso. Por quê? Eu não podia simplesmente ser um gênio em Matemática, ou fazer desenhos simplesmente perfeitos, ou saber Biologia dos pés a cabeça?

Mas eu tenho um dom, é, eu levo jeito pra alguma coisa. Tá aí, descobri! Me decidi! Lá vai: vou fazer Jornalismo.

É tudo o que eu quero! O que eu mais faço: ler e escrever. Meu hobbie: escrever. Minha qualidade: falar bem. Perfeito! E antes que você pergunte, sim, eu tenho certeza!

Agradecida,

Mellisa R.


__________________________________________________________
Resposta de uma vestibulanda para a redação:
O que você quer ser?

*nome e história fictícias
Abraços e desculpem pelo sumiço^^

sábado, 3 de maio de 2008

Primeira vez e Esboço Subjetivo

Primeiramente gostaria de agradecer pelo convite de poder participar aqui e espero poder contribuir da melhor forma que minhas possibilidades permitam. Fiquei muito contente com a oportunidade, muito obrigada! Claro que não é a primeira vez que posto em um blog, mas neste sim. Sinto algo diferente. Também não é a primeira vez que compartilho minha pretenciosa escrita em blog.

Porém, logo que me deparei com o selo e conversei com o Dudu percebi que talvez aqui seja mais parecido comigo, predominando a amizade, o respeito, o carinho por cada postagem e conquista, seja pequena ou grande pelos parâmetros sociais. Não interessa! Pra nós são todas importantes e vibramos a cada palavra, verso, prosa se alinhavando para formar lindas criações com as peculiaridades de cada um.
__________________



Esboço Subjetivo
por: Tania Montandon


Um dia me peguei numa tremenda crise de identidade, estranhando minha própria pessoa:
não sou eu, não pode ser. Talvez sejam sejam espíritos instigando minhas ações e controlando tudo dentro de minha suposta mente; sim, suposta, pois já não sabia se era realmente minha. Até hoje tenho minhas dúvidas... Nem importa se alguém acredita ou não, se sou louca ou sensitiva. Pra falar a verdade, muitas vezes eu também não acredito, penso estar sonhando. E estou, mesmo com olhos abertos e há horas fora do sono "comum".

Sonho desde meu nascimento e quer saber? Não quero e muito menos deixo que me acordem. Acordar pra quê? No meu eterno sonhar não há guerras, competições infantis por adultos aparentemente inteligentes, perversões, uns tentando enganar outros por dinheito, poder, status...

Aqui há tantas cores, crianças lindas, animais charmosos e cheios de vontades, árvores que sorriem ao receber um afago, grama pra deitar e ouvir as mais belas canções dos pássaros tão belos, tão generosos. Aqui encontro velhinhos cheios de sabedoria e ansiosos para ensinar-nos tudo que sabe, pelo prazer de simplesmente se doar e poder falar, ver outros aprenderem, sem nenhum interesse ou esperança de receber algo em troca. Ficam felizes pelo ato de poder ajudar! E como são bonitos, seus cabelos cor de neve branquinha mesclados com prata, sorrisos maravilhosos, que charme!

Isso soa tão incompreensível e distante de tudo que vocês conhecem, não é? No entando, é meu lar aqui em Plutão - presente recebido do meu amiguinho generoso Dudu, estou esperando a visita prometida, heim? As coisas estão semi-arrumadas, hehehe.

O que anseio é o Bem Maior, do mais fundo de meu ser, embora ainda seja seduzida por apegos efêmeros á minha revelia. Suporto as dores que me são destinados, burilando meu espírito. Acolho-as enquanto não as consigo entender. Esperança, essa palavrinha que tanto me custou a aceitar e compreender sua finalidade...

Hoje diria que faz parte de meu âmago.
Assim, percebo o mundo não como exterior amim; ao contrário, é minha própria mente e o que lhe diz respeito. Sempre aprendendo, mesmo que em rítmos variados, com tonalidades por vezes inovadas e singulares.

É preciso dizer: nãosou perfeita, nunca fui, não sou santa nem tenho vocação nem desejo de ser. Almejo apenas conhecer cada vez mais meus limites e possibilidades para que minha pessoa não me seja mais estranha e eu a reconheça nesse turbilhão de mistérios que nunca me fora explanado. Importa que eu saiba sobre meu ser no mundo para poder tomar decisões com firmeza, confiança e pronta pra lidar com o inesperado, as dores, frustrações, tudo isso que é tão somente: a Vida!
Todos estão convidados a me visitar aqui em Plutão, não precisam trazer nada, apenas um abraço amigo e pensamentos de bondade. Um abraço pra todos!

"A vida é breve, a arte é longa."
~

sexta-feira, 2 de maio de 2008

DREAM CHILD



Por: DuDu Magalhães

The clouds mask my eyes, the fog cools my skin, I am walking alone in the dark, this all so confusing, hear the sound of the world is mixing with the light of day amid the magic of dreams ... I still want to breathe and so vague that I bring the sun heat, and ends with this pain, which desabe in my eyes and light it espante the veil of sadness .... It is, I know that some day I will remember these children's dreams. xD ~ ~


Há, já ia me esquecendo... [como sempre, esquecendo algo]
Dias atrás, o Visão Contrária foi indicado ao premio “Esse Blog é Escrito Com Amor”
Pelo Luís do Blog InterAção.
Estamos muito felizes pela indicação. É bom saber que as pessoas gostam do que escrevemos, no inicio a idéia era apenas expressar nossas idéias, mas agora... Continua sendo! xD~~
Bom, como provavelmente todos já sabem, tem que indicar cinco Blogs nÉ. E os escolhidos são...

Banzooo: http://banzooo.blogspot.com/


O protótipo de um jornalista: http://jornalosturiel.blogspot.com/

Lovelace: http://lovelace182.blogspot.com/


ValeÙ.Ú

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Ai eu de novo

Eai pessoal

To aqui de novo

Me colocaram na responsabilidade de colocar alguma coisa no blog pra comemorar nosso primeiro mês

Todas as palavras não são capazes de expressar a alma de uma pessoa, mas pode ajudar! E nem sei exatamente o que falar (um bom começo seria agradecer por todas as visitas), mesmo a conversa esta andando para um discurso político, eu não quero me elege.

Sinceramente foi a pouco tempo que eu comecei a escrever, e quando eu fui convidado por um amigo para participar desse blog, eu fiquei meio cabreiro, era o único “não culto” se é que assim possa dizer, e pra ajudar todos os outros já escreviam a um bom tempo. Mas sinceramente eu adoro estar aqui escrevendo e colocando as minhas besteirinhas, mesmo ainda não considerando um dos meus hobies tanto como o parkour e os meus desenhos, mas um dia vai saber né?!

Rererererererere

Espero que esta brincadeira dure mais uns bons meses

Só pra saber, você não estava esperando um texto foda do Dudu né???

flows



por:joao maluquinho.O