sábado, 12 de abril de 2008

Assalto


“Não é perigoso amor, você pegar esse ônibus ao invés do outro?”
Eram mais ou menos essas, as palavras que Dudu pronunciava, ao dizer a ele que eu pensava pegar outro “busão” e, não o usual... Na hora, nem pensei muito no quanto está perigoso andar pelo meu bairro à noite e pela madrugada, por isso respondi que não faria muita diferença. Mal sabia eu, o que me esperava...
Peguei o ônibus de sempre e desci no ponto de sempre. Caminhava tranqüila pela rua e pensava no quanto eu havia gostado do debate com os grandes Ignácio de Loyola Brandão e Paulo Caruso, debate tão proveitoso que pensei por alguns instantes em me tornar “escritora de verdade” (como se fosse fácil...). Estava tão distraída que não percebi três elementos (pra usar gíria policial, mesmo) se aproximarem de mim. Senti uma mão em meu pescoço e uma voz dizer “Passa a bolsa!”. Pronto! Assalto. Era só o que me faltava...
Passei a bolsa para o garoto. Era a única coisa que podia fazer, a rua estava escura e deserta. Gritar não podia, correr muito menos... Entregar a bolsa era a única escolha.
Entreguei, apesar de ainda dizer que me deixassem os documentos. Tudo em vão! Pegaram e lá se foram eles, com certeza, trocar o pouco dinheiro que tinha e meu celular por drogas. Fazer o quê?!
O caminho do ponto até minha casa é curto, mas se até em frente às residências eles estão assaltando, por que não me assaltariam a poucos metros dela?
Tivesse pensado nisso antes, não é Karina?!
Na verdade não! Toda experiência é válida. E, às vezes, choques de realidade são precisos para nos fazer colocar os pés no chão. Pelo menos pra mim isso é necessário, pois se deixarem, fico “voando” todo o tempo. E ultimamente estou mais pensativa que o normal, não sei o porquê disso, mas o fato é que isso tem me metido em algumas enrascadas...
“Pensar não dá futuro”.
Estou começando a acreditar nisso...
Será verdade?!


Por: Karina Maria

21 comentários:

DuDu Magalhães disse...

Karina você Viaja!!

gostei do seu relato, me fez lembrar textos de Milan Kundera (escritor tcheco, vivo, ainda) em que o realismo sempre está presente.

gostei da sua evolução na escri, mas tem alguns vicios, que poderia ser corrigidos. (Ser um pouco mais misteriosa) isso faz com que o leitor fica mais instigado, e continue a ler...

concordo contigo, toda experiência é válida, são elas que nos amadurece, a realidade nua e crua pode até chocar, mas se faz necessária pra nossa própria sobrevivencia...

De qlqr forma, gostei mesmo do seu texto... gostei mais dessa parte

“Pensar não dá futuro”. Será pq?!

bjs vida!

Renata Banhares disse...

Nossa! eu já fui assaltada e sei bem como é isso. Mas, meu maior problema é que vivo presa numa realidade que parece não ser a mais certa, meus país querem me proteger do mundo, e isso, aos poucos, me torna uma mulher frágil...

belo texto.

Fhilipe disse...

Gostei do seu blog.

Sobre o texto...

Só quem já foi assaltado sabe como é. bjs

Amanda ♥ Jonan disse...

nossa muito interessante esse texto parabens
comenta la no meu bjao

http://simplesmenttealgo.blogspot.com/

Charles Araújo disse...

Hoje em dia temos até que abrir mão do nosso jeito de ser por causa da violência.
É impressionante como estamos vulneráveis a esse tipo de coisa.
Odeio violência

Se Liga Jovem disse...

muito bom o blog, e o texto também!

Yura-chan disse...

O texto ficou muito bom ^^

João Maluquinho.O disse...

É, de fato não é nada bom algumas esperiencias que a vida nos tras, mas com ceteza to a esperiencia nos fortalece.
Tem sempre a parte boa, você pelomenos esta bem fisicamente, e ta conseguindo espor o que ta sentindo
Parabens por isso

Ilan Ramos disse...

Nossa...

Muito bom!

Porém o blog está meio simples demais!

Tenta colocar um template mais bonito!

Jana Cambuí disse...

Choques de realidade são realmente necessários. Na verdade, são eles que nos fazem cair na real.

cleidemar disse...

a violecia e apenas a ponta do iceberg...os inumeros problemas sociais do brasil estão muito alem de assaltos e mortes, estão submersos em um mar gelado de injustiças e falta de estrutura familiar e educacional

http://alucinado.blog.terra.com.br

Janaina disse...

Já fui assaltada!

gostei da sua explanação...

Fabio disse...

belo texto, e mt bom blog

Bruna disse...

É vero... Tô começando a achar que "pensar não dá futuro" mesmo...
Gostei do texto...
Continue escrevendo.
Bjos e boa semana

KaKa Fuinha disse...

1°- pensar eh a unica coisa ke dá futuro
2°- vc precisa parar de "viajar" na rua sozinha de noite... tambem moro em bairro bosta mas até hoje naum fui assaltada (graças a deus)
e 3°- acho ke o choque de realidade eh e o ke faz as pessoas acordarem...
veja o lado bom.. vc naum saiu ferida neh?

http://blogdatolinha.blogspot.com/

ραυℓιинσ_ѕαитιѕтα disse...

Bom blog!

Uma idca que dou, o rosa no branco fica meio desfocado, que tal colocar uma cor no fundo???

Fabio disse...

como ja disse o blog esta mt bom, mais axo precisa mudar esse template ele é mt comum

Petter disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Petter disse...

Meu post meio grande?
Olhe o seu, rs.
Um beijo!

Laís Stefani disse...

Eu tbm sou muito pensativa...outro dia roubaram meu celular no ônibus e eu nem vi!!! Só fui ver qdo desci do ônibus...
Mas experiência é tudo...com certeza...
beijo (te vi na comu)

Luciana Nunes disse...

É,às vezes temos que prestar atenção aos sinais. No seu caso, o que seu namorado disse era um deles!
Abraço!